Últimas Notícias

Risco de Fraudes

Cerca de 4,7 mil tentativas de fraudes são aplicadas no país diariamente, revela indicador de abril da Serasa Experian

09/06/2016

Basta perder um documento pessoal para dobrar a probabilidade de o consumidor ser vítima. Cadastrar um alerta gratuito na Serasa ajuda a evitar a dor de cabeça de ter os dados pessoais utilizados por golpistas

 Segundo o Indicador Serasa Experian de Tentativas de Fraudes, em abril de 2016, 141.008 tentativas de fraude de identidade foram aplicadas no país. São cerca de 4,7 mil tentativas por dia, nas quais dados pessoais são usados por criminosos para firmar negócios sob falsidade ideológica ou mesmo obter crédito com a intenção de não honrar os pagamentos. De acordo com estudos da Serasa, basta perder um documento pessoal para dobrar a probabilidade de o consumidor ser vítima de um golpe. Para se prevenir, quem teve seus documentos extraviados, além de fazer um Boletim de Ocorrência (B.O.), deve cadastrar um alerta gratuito na Serasa pelo link: www.serasaconsumidor.com.br/servicos-roubo-perda-de-documentos

No acumulado de janeiro a abril deste ano, o indicador registrou 587.518 tentativas de fraudes no Brasil. Em relação ao mesmo período do ano anterior, quando o índice apresentou 660.443, houve queda de 11%. Segundo os economistas da Serasa Experian, com o atual crescimento do desemprego e a recessão econômica, é menor o número de pessoas no varejo ou buscando crédito, o que reduz automaticamente o número de potenciais alvos dos fraudadores na captura de informações. No entanto, a quantidade de tentativas de golpes aplicada diariamente no Brasil ainda é considerado bastante elevado.

O segmento de telefonia é o mais afetado, sendo responsável por 41,9% do total de tentativas de fraude identificadas em abril (59.143). Isso significa que os dados pessoais dos consumidores são utilizados por terceiros para abertura de contas de celulares ou compra de aparelhos, por exemplo. Em relação a março de 2016, houve queda de 9,5% nas tentativas de fraude neste segmento.

Caso a fraude no segmento de telefonia seja bem sucedida, funciona como uma “porta de entrada” para os fraudadores poderem aplicar golpes de maior valor em outros setores da economia. Os golpistas costumam comprar telefones para gerarem um comprovante de residência e, assim, abrir contas em bancos para pegar talões de cheque, pedir cartões de crédito e fazer empréstimos bancários em nome de outras pessoas.

O segmento de serviços vem em seguida no ranking dos setores com mais tentativas de fraude identificadas pelo indicador em abril (41.117), representando 29,2% do total. Na comparação com março de 2016, a queda foi de 14,0%. O terceiro segmento mais afetado é o de bancos e financeiras, com 19,9% do total (28.129). Na comparação com março de 2016, houve queda de 9,4%.

Principais tentativas de golpe apontadas pelo indicador:

  • Compra de celulares com documentos falsos ou roubados.
  • Emissão de cartões de crédito: o golpista solicita um cartão de crédito usando uma identificação falsa ou roubada, deixando a “conta” para a vítima e o prejuízo para o emissor do cartão.
  • Financiamento de eletrônicos (Varejo) – o golpista compra um bem eletrônico (TV, aparelho de som, celular etc.) usando uma identificação falsa ou roubada, deixando a conta para a vítima.
  • Abertura de conta: golpista abre conta em um banco usando uma identificação falsa ou roubada, deixando a “conta” para a vítima. Neste caso, toda a “cadeia” de produtos oferecidos (cartões, cheques, empréstimos pré-aprovados) potencializa possível prejuízo às vítimas, aos bancos e ao comércio.
  • Compra de automóveis: golpista compra o automóvel usando uma identificação falsa ou roubada, deixando a “conta” para a vítima.
  • Abertura de empresas: dados roubados também podem ser usados na abertura de empresas, que serviriam de ‘fachada’ para a aplicação de golpes no mercado.

Passo a passo para cadastrar um alerta gratuito de documento extraviado

O registro do extravio ou roubo dos documentos (como Registro Geral, o RG; carteira de trabalho; CPF; carteira de habilitação e título de eleitor) e folhas de cheques pode ser feito pela internet, no link: www.serasaconsumidor.com.br/servicos-roubo-perda-de-documentos. Se alguém já teve no passado algum documento extraviado e ainda não registrou as informações, também pode realizar o cadastro.

A partir da inclusão dos dados, o aviso ficará disponível para os clientes da Serasa em todo o país. O alerta de documentos ficará no sistema de consultas por dez dias úteis. Para que permaneça por tempo indeterminado, dentro desse prazo, o consumidor precisa preencher uma declaração disponível na mesma página do cadastro e enviá-la junto com uma cópia do B.O. por e-mail ou correio. O passo a passo pode ser conferido no link: www.serasaconsumidor.com.br/servicos-roubo-perda-de-documentos .

Confira abaixo 10 dicas para o consumidor se proteger das fraudes

No mundo físico:

1)    Não perder de vista seus documentos de identificação quando solicitados para protocolos de ingresso em determinados ambientes ou quaisquer negócios; do mesmo modo, não deixar que atendentes de lojas e outros estabelecimentos levem seus cartões bancários para longe de sua presença sob a desculpa de efetuar o pagamento.

2)    Tomar cuidado ao digitar a senha do cartão de débito/crédito na hora de realizar pagamentos, principalmente na presença de desconhecidos.

3)    Não informar os números dos seus documentos quando preencher cupons para participar de sorteios ou promoções de lojas.

No mundo virtual:

4)    Ao ingressar em um site, verificar se possui certificado de segurança. Para isso, basta checar se o http do endereço vem acompanhado de um “s” no final (https). Há ainda certificados que ativam um destaque em verde na barra do navegador.

5)    Não fazer cadastros em sites que não sejam de confiança.

6)    Ter cuidado com sites que anunciam oferta de emprego ou produtos por preços muito inferiores ao mercado.

7)    Não compartilhar dados pessoais nas redes sociais que podem ajudar os golpistas a se passarem por você.

8)    Manter atualizado o antivírus do seu computador, diminuindo os riscos de ter seus dados pessoais roubados por arquivos espiões.

9)    Evitar realizar qualquer tipo de transação financeira utilizando computadores conectados em redes públicas de Internet.

10) Ao usar computadores compartilhados, verificar se fez o log off das suas contas (e-mail, internet banking, etc.).

CPF protegido

Ao fazer o cadastro gratuito no Serviço de Documentos e Cheques Roubados da Serasa, o consumidor também pode se cadastrar para receber gratuitamente, por 15 dias, proteção em dobro com o serviço antifraude MeProteja, que acompanha 24 horas por dia as movimentações do CPF. Toda vez que o número do documento for consultado na hora de uma compra no comércio ou empréstimos em bancos, o serviço avisa o cidadão por e-mail e mensagem no celular (SMS).

É um alerta no caso de tentativa de abertura de empresa com o número do documento, se o titular estiver prestes a ser negativado ou ainda quando o consumidor sair do cadastro de inadimplência. O MeProteja também informa ao consumidor a relação dos números de telefone fixo que estão cadastrados no CPF e parcelas atrasadas que podem gerar negativação. Além disso, o serviço envia, a cada 15 dias, dicas antifraude.

Após a gratuidade de 15 dias, o consumidor pode contratar o serviço no site da Serasa: www.serasaconsumidor.com.br. Assim que finalizar o cadastro, o monitoramento do CPF é imediatamente ativado. O relatório com as informações é enviado algumas horas depois da contratação do serviço. Um novo documento é gerado e encaminhado a cada 15 dias, mesmo que não tenham notificações, garantindo a tranquilidade do usuário. O serviço custa de R$ 4,99 a 9,90 por mês, dependendo do plano contratado.

Metodologia do Indicador Serasa Experian de Tentativas de Fraude – Consumidor

O Indicador Serasa Experian de Tentativas de Fraude – Consumidor é resultado do cruzamento de dois conjuntos de informações das bases de dados da Serasa Experian: 1) total de consultas de CPFs efetuado mensalmente na Serasa Experian; 2) estimativa do risco de fraude, obtida através da aplicação dos modelos probabilísticos de detecção de fraudes desenvolvidos pela Serasa Experian, baseados em dados brasileiros e tecnologia Experian global já consolidada em outros países. O Indicador Serasa Experian de Tentativas de Fraudes – Consumidor é constituído pela multiplicação da quantidade de CPFs consultados (item 1) pela probabilidade de fraude (item 2).

Você também lê esta notícia em http://noticias.serasaexperian.com.br/

Serasa Experian

A Serasa Experian é líder na América Latina em serviços de informações para apoio na tomada de decisões das empresas. No Brasil, é sinônimo de solução para todas as etapas do ciclo de negócios, desde a prospecção até a cobrança, oferecendo às organizações as melhores ferramentas. Com profundo conhecimento do mercado brasileiro, conjuga a força e a tradição do nome Serasa com a liderança mundial da Experian. Criada em 1968, uniu-se à Experian Company em 2007. Responde on-line/real-time a 6 milhões de consultas por dia, auxiliando 500 mil clientes diretos e indiretos a tomar a melhor decisão em qualquer etapa de negócio. É a maior Autoridade Certificadora do Brasil, provendo todos os tipos de certificados digitais ICP-Brasil, tornando os negócios mais seguros, ágeis e rentáveis.

Constantemente orientada para soluções inovadoras em informações para crédito, marketing, identidade digital e negócios, a Serasa Experian vem contribuindo para a transformação do mercado de soluções de informação, com a incorporação contínua dos mais avançados recursos de inteligência e tecnologia.

Para mais informações, visite www.serasaexperian.com.br

Experian

A Serasa Experian é parte da Experian, líder mundial em serviços de informação, fornecendo dados e ferramentas de análise a clientes ao redor do mundo. O Grupo auxilia os clientes no gerenciamento do risco de crédito, prevenção a fraudes, direcionamento de campanhas de marketing e na automatização do processo de tomada de decisão. A Experian também apoia pessoas físicas na verificação de seus relatórios e scores de crédito e na proteção a fraudes de identidade. Em 2015, a Experian foi eleita pela revista Forbes como uma das companhias mais inovadoras do mundo.

A Experian plc está registrada na Bolsa de Valores de Londres (EXPN) e compõe o índice FTSE 100. A receita total para o ano fiscal encerrado em 31 de março de 2015 foi de US$ 4,8 bilhões. A empresa emprega cerca de 17.000 pessoas em 37 países e possui sede corporativa em Dublin, na Irlanda e sedes operacionais em Nottingham, no Reino Unido; na Califórnia, Estados Unidos, e em São Paulo, Brasil.

 

  • 2017 Serasa Experian. Todos os direitos reservados.