Últimas Notícias

Nascimento de Empresas

Com crise e desemprego, abertura de empresas cresce 5,3% em 2015, revela Serasa Experian

17/02/2016

75,9% do total de novos empreendimentos criados no ano passado foram MEIs (Microempreendedores Individuais); em 2014, o percentual era menor (72,0%)

Em 2015 foram criadas 1.963.952 novas empresas no Brasil, de acordo com o Indicador Serasa Experian de Nascimento de Empresas. O número representa um aumento de 5,3% comparado com o montante de novos empreendimentos registrado durante todo o ano de 2014 (1.865.183).

nac

De acordo com os economistas da Serasa Experian, o aumento de novas empresas em 2015 foi puxado pelo surgimento de novos microempreendedores individuais. Tal movimento foi estimulado tanto pelos incentivos fiscais e menor burocracia associadas a esta natureza jurídica, bem como pela perda de postos formais no mercado de trabalho por causa da recessão econômica, impulsionando trabalhadores desempregados a buscarem, de forma autônoma, muitos deles como MEI formalmente constituídos, formas alternativas de geração de renda.

Nascimento de Empresas por natureza jurídica

Segundo o estudo, das 1.963.952 novas empresas criadas no ano de 2015, 1.491.485 (75,9% do total) foram de Microempreendedores Individuais (MEIs), 167.767 (8,5% do total) foram de Empresas Individuais, 198.263 (10,1% do total) foram de Sociedades Limitadas e 106.437 (5,4% do total) foram de empresas de outras naturezas jurídicas. As MEIs vêm registrando aumento crescente desde o início da série histórica do Indicador – em cinco anos, passaram de pouco menos da metade do total de novos empreendimentos (49,0%, em 2010) para mais de dois terços deste total (75,9% em 2015).

nac2

Nascimento de Empresas por Setor

O setor de serviços continua atraindo a maior quantidade de novas empresas: em 2015, 1.198.698 companhias abriram suas portas, o equivalente a 61,0% do total. Em seguida, no acumulado dos doze meses surgiram 598.180 empresas comerciais (30,5% do total) e, no setor industrial, foram abertas 160.634 empresas (8,2% do total) neste mesmo período.

nac3

Ao longo destes últimos cinco anos, tem crescido a participação das empresas de serviços no total de empresas que nascem no país. Esta participação aumentou 7,9 pontos percentuais entre 2010 (53,1% do total) e 2015 (61,0% do total).

Por outro lado, a participação do setor comercial tem recuado nestes últimos anos (de 35,6% em 2010 para 30,5% em 2015), ao passo que a participação das novas empresas industriais vem se mantendo estável, variando pouco – de 8,5% em 2010 para 8,2% em 2015.

Análise das empresas por Ramo de Atividade

O Indicador também identificou os ramos de atuação que concentram as maiores taxas de surgimento de novas empresas. O gráfico a seguir exibe o ranking dos 20 ramos econômicos que concentraram o nascimento de novas empresas de janeiro a dezembro de 2015.

Os dados mostram que, entre as 1.963.952 novas empresas nascidas no ano passado 8,5% do total foram do ramo de comércio de confecções em geral. Em seguida, com 8,1% do total estão os novos empreendimentos do ramo de serviços de alimentação. O setor de reparação e manutenção de prédios em instalações elétricas vem em terceiro lugar, com 7,2% do total e 6,7% das novas empresas são de serviços de higiene e embelezamento pessoal. Na quinta posição (3,9%) estão os novos empreendimentos no ramo do comércio varejista de gêneros alimentícios. O ranking de todas as empresas dá prioridade a cinco ramos, que concentram quase 35% dos novos estabelecimentos.

nac4

Nascimento de Empresas por Região e estado

O Sudeste registrou o maior número de empresas abertas de janeiro a dezembro de 2015, sendo a região responsável por 51,7% do total, com 1.014.947 novas empresas. Em seguida, com 18,0% do total e 352.697 empresas, vem a Região Nordeste. A Região Sul ocupa o terceiro lugar, com 322.206 empresas criadas em 2015 (16,4% do total), seguida pelo Centro-Oeste, com 176.305 empresas (9,0% do total). A Região Norte manteve o quinto lugar durante todo o ano, fechando 2015 com a criação de 97.796 empresas (5,0% do total).

nac5

Em comparação com o mesmo período do ano passado, todas as regiões apresentaram alta: a Região Sudeste registrou o maior aumento no nascimento de empresas durante os doze meses de 2015 (alta de 6,2%), seguida da região Sul, com aumento de 6,0%, Nordeste, com 4,5%, Norte (2,8%) e Centro Oeste (2,1%).

Entre os estados, São Paulo foi responsável por 27,5% dos novos empreendimentos, totalizando 539.953 empresas criadas entre janeiro e dezembro/2015. Em seguida, o estado com maior número de novas empresas foi o Rio de Janeiro, com 216.074 nascimentos, 11,0% do total.  A terceira posição no ranking nacional de nascimentos, em 2015, ficou com Minas Gerais, que registrou 211.501 novos empreendimentos, 10,8% do total.

Veja, abaixo, os números de cada estado em 2015:

Região Centro Oeste:

No Distrito Federal, houve aumento de 7,6% no número de nascimentos entre janeiro e dezembro 2015, em relação ao ano anterior. Foram 43.832 novas empresas contra 40.742 criadas no mesmo período de 2014. Em Goiás, o total de nascimentos foi de 71.243 em 2015, baixa de 0,8% em relação a 2014, quando o número foi de 71.828. No Mato Grosso do Sul houve alta de 1,9% na comparação entre 2015 e 2014: 25.841 novos empreendimentos contra 25.363. No Mato Grosso, 35.388 novas empresas foram criadas no ano passado, alta de 1,7% em relação a 2014, quando o número foi de 34.787.

Região Norte:

No Acre, o total de nascimentos em 2015 foi de 4.007, queda de 1,9% em relação ao mesmo período do ano anterior, quando o número foi de 4.083. No Amazonas, a quantidade de novos empreendimentos criados entre janeiro e dezembro/2015 foi de 17.922, número 5,8% maior que o total registrado em 2014 (16.945).

O Amapá registrou alta de 12,8% na criação de empresas em 2015 em relação a 2014, com 3.894 empreendimentos nascidos contra 3.452. O Pará também acusou alta nos nascimentos em 2015 (2,3%), chegando a 43.107, enquanto em 2014 o número havia sido de 42.150.

Já em Rondônia, o total de nascimentos em 2015 foi de 11.877, baixa de 0,2% em relação a 2014, quando houveram 11.904 novos negócios. Em Roraima, houve aumento de 6,4%, com total de 3.077 novos empreendimentos em 2015. Em 2014, o número foi de 2.893. No Tocantins, 13.912 novas empresas foram criadas no ano passado, alta de 1,3% na comparação com 2014, quando o número foi de 13.729.

Região Nordeste:

Em Alagoas, o total de nascimentos em 2015 foi de 19.859, mais 5,4% em relação a 2014, quando o número foi de 18.835. Na Bahia, a quantidade de novos empreendimentos criados em 2015 foi de 101.092, número 2,1% maior que o total registrado em 2014 (99.054). No Ceará foram 61.297 novas empresas nascidas no ano passado, alta de 4,3% diante dos 58.753 empreendimentos que surgiram no ano anterior.

No Maranhão, houve alta de 1,0% no número de nascimentos em 2015, chegando a 26.941 contra 26.684 em 2014. Na Paraíba, o total de nascimentos no ano passado foi de 25.990, o que representa alta de 5,2% em relação ao ano anterior, quando o número foi de 24.704. Em Pernambuco, houve aumento de 4,8%, com total de 63.192 novos empreendimentos criados em 2015. Em 2014, o número havia sido de 60.291.

No Piauí, 16.084 novas empresas surgiram em 2015, alta de 6,1% em relação ao ano anterior, quando o número havia sido de 15.165. O Rio Grande do Norte teve 25.331 novos empreendimentos em 2015, número 13,8% maior que o total registrado em 2014 (22.256). Em Sergipe, foram 12.911 novas empresas nascidas, um acréscimo de 11,3% na comparação 2015 x 2014, quando 11.605 empreendimentos surgiram.

Região Sudeste:

No Espírito Santo houve alta de 5,9% no número de nascimentos, em 2015, chegando a 47.419. No ano anterior o número havia sido de 44.791. Em Minas Gerais, o total de nascimentos em 2015 foi de 211.501, alta de 4,2% em relação ao ano anterior (203.056).  No Rio de Janeiro houve alta de 14,9%, com total de 216.074 novos empreendimentos em 2015. Em 2014, o número foi de 187.974. Já em São Paulo, 539.953 novas empresas foram criadas em 2015, registrando alta de 3,8% em relação ao ano anterior, quando o número foi de 520.049.

Região Sul:

No Paraná, houve alta de 8,3% no número de nascimentos em 2015, chegando a 123.531. No ano anterior o número foi de 114.016. No Rio Grande do Sul, o total de nascimentos em 2015 foi de 118.278, aumento de 2,3% em relação a 2014, quando o número havia sido de 115.673. Em Santa Catarina, houve aumento de 8,1%, com total de 80.397 novos empreendimentos, em 2015, enquanto em 2014 o número foi de 74.401.

Ranking das variações acumuladas na comparação interanual por Unidades da Federação

nac6

Participação de cada unidade da federação no volume de novos empreendimentos em 2015

nac7

 

Metodologia do estudo sobre Nascimento de Empresas

Para o levantamento do Nascimento de Empresas foi considerada a quantidade mensal de novas empresas registradas nas juntas comerciais de todas as Unidades Federativas do Brasil bem como a apuração mensal dos CNPJs consultados pela primeira vez à base de dados da Serasa Experian.

Serasa Experian

A Serasa Experian é líder na América Latina em serviços de informações para apoio na tomada de decisões das empresas. No Brasil, é sinônimo de solução para todas as etapas do ciclo de negócios, desde a prospecção até a cobrança, oferecendo às organizações as melhores ferramentas. Com profundo conhecimento do mercado brasileiro, conjuga a força e a tradição do nome Serasa com a liderança mundial da Experian. Criada em 1968, uniu-se à Experian Company em 2007. Responde on-line/real-time a 6 milhões de consultas por dia, auxiliando 500 mil clientes diretos e indiretos a tomar a melhor decisão em qualquer etapa de negócio. É a maior Autoridade Certificadora do Brasil, provendo todos os tipos de certificados digitais e soluções customizadas para utilização da tecnologia de certificação digital e de Notas Fiscais Eletrônicas (NF-e), tornando os negócios mais seguros, ágeis e rentáveis.

Constantemente orientada para soluções inovadoras em informações para crédito, marketing e negócios, a Serasa Experian vem contribuindo para a transformação do mercado de soluções de informação, com a incorporação contínua dos mais avançados recursos de inteligência e tecnologia.

Para mais informações, visite www.serasaexperian.com.br

Experian

A Serasa Experian é parte da Experian, líder mundial em serviços de informação, fornecendo dados e ferramentas de análise a clientes ao redor do mundo. O Grupo auxilia os clientes no gerenciamento do risco de crédito, prevenção a fraudes, direcionamento de campanhas de marketing e na automatização do processo de tomada de decisão. A Experian também apoia pessoas físicas na verificação de seus relatórios e scores de crédito e na proteção a fraudes de identidade. Em 2014, a Experian foi eleita pela revista Forbes como uma das companhias mais inovadoras do mundo.

A Experian plc está registrada na Bolsa de Valores de Londres (EXPN) e compõe o índice FTSE 100. A receita total para o ano fiscal encerrado em 31 de março de 2015 foi de US$ 4,8 bilhões. A empresa emprega cerca de 17.000 pessoas em 37 países e possui sede corporativa em Dublin, na Irlanda e sedes operacionais em Nottingham, no Reino Unido; na Califórnia, Estados Unidos, e em São Paulo, Brasil.

Para mais informações, visite www.experianplc.com

 

 

 

  • 2017 Serasa Experian. Todos os direitos reservados.