Últimas Notícias

Serasa Consumidor

Inadimplência com escolas e universidades tem alta de 22,6% no primeiro semestre, aponta estudo inédito da Serasa Experian

29/10/2015

Estudo inédito desenvolvido pela área de big data e pelos economistas da Serasa Experian aponta crescimento de 22,6% na inadimplência dos alunos com instituições de ensino fundamental, médio e superior de todo o Brasil. No primeiro semestre de 2014, comparado a 2013, a inadimplência nas escolas havia apresentado queda de 1,3%.

Se levarmos em conta apenas as contas em atraso com escolas de ensino fundamental e médio, o aumento no primeiro semestre foi ainda maior: 25,9%. No primeiro semestre de 2014, comparado a 2013, a inadimplência nas escolas havia apresentado queda de 10,7%. Já nas universidades, o crescimento da inadimplência dos alunos foi de 22,4% no primeiro semestre de 2015. No mesmo período de 2014, em comparação com o primeiro semestre de 2013, houve ligeira queda de 0,9%.

Os crescimentos da inadimplência dos estudantes com instituições de ensino são superiores aos apresentados pelo Indicador Serasa Experian de Inadimplência do Consumidor, que encerrou o primeiro semestre de 2015 com crescimento de 16,4%, na comparação com o mesmo período do ano anterior. Esta foi a maior alta nesta relação desde 2012, quando o índice registrou elevação de 19,1%.

Segundo os economistas da Serasa Experian, o aumento da inadimplência com escolas em 2015 teve como causa o cenário econômico bastante adverso à quitação das dívidas do consumidor: taxas de inflação, de juros e de desemprego bem mais altas neste ano de 2015.

Instituições de ensino inadimplentes

O movimento de crescimento da inadimplência dos alunos com as instituições de ensino no primeiro semestre teve impacto nas contas das escolas, que também ficaram inadimplentes. O Estudo apontou que a inadimplência das escolas aumentou 26,7% no período, em comparação com o primeiro semestre de 2014. Ou seja: com aumento da inadimplência dos alunos, as escolas também passaram a atrasar as suas contas com seus fornecedores.

Levando em conta apenas as escolas de ensino fundamental e médio, a situação ficou ainda pior. A inadimplência dessas instituições de ensino aumentou 27,2% nos primeiros seis meses de 2015 em relação ao mesmo período de 2014. O crescimento da inadimplência das universidades no mesmo período foi de 25,3%.

*Esclarecimento: a Serasa Experian esclarece que a lei entrou em vigor em primeiro de setembro, que determina o envio da carta com Aviso de Recebimento (AR) aos inadimplentes, não afetou os números deste indicador, que se refere apenas ao primeiro semestre do ano. A lei obrigou a Serasa Experian a suspender os indicadores econômicos sobre inadimplência a partir de setembro. A razão da decisão é que a lei impediu, em setembro, a negativação de 97% dos inadimplentes no Estado de São Paulo, provocando a desatualização da base de inadimplentes e, assim, comprometendo os índices e pesquisas da Serasa Experian, que são extraídos desse cadastro.

 

  • 2017 Serasa Experian. Todos os direitos reservados.