Últimas Notícias

Nascimento de Empresas

Crise e desemprego elevam número de novos empreendedores

27/08/2015

São Paulo foi responsável por 27,3% dos novos empreendimentos no período; Minas Gerais vem em seguida, com 10,9% do total. Rio Grande do Norte foi o estado que apresentou o maior crescimento de 2014 para 2015 (15,7%), enquanto Acre apresentou a maior queda (10,5%)

O Indicador Serasa Experian de Nascimento de Empresas registrou a criação de 990.964 novos empreendimentos no Brasil no primeiro semestre do ano, aumento de 4,9% em relação ao mesmo período de 2014, quando 944.678 novas empresas foram criadas. No mês de junho surgiram 168.445 empresas, aumento de 12,8% em relação ao mesmo mês no ano passado, quando o número foi de 149.350. Na comparação com o mês de maio de 2015, que totalizou 174.031 novos empreendimentos, houve queda de 3,2%.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, diante do quadro adverso da economia do país, o aumento no número de novas empresas, no acumulado interanual, pode ser creditado ao aumento do empreendedorismo por necessidade, em contraposição ao empreendedorismo por oportunidade, como alternativa para o aumento do nível de desemprego no país.

nascjunho

Nascimento de Empresas por natureza jurídica

O número de novos Microempreendedores Individuais (MEIs) surgidos no primeiro semestre foi de 748.371 contra 683.006 no mesmo período de 2014, alta de 9,6%. As Sociedades Limitadas registraram criação de 100.102 unidades, representando queda de 11,6% em relação ao mês anterior, quando 113.254 empresas surgiram. A criação de Empresas Individuais caiu 4,5%, com um total de 91.164 novos negócios no primeiro semestre; de janeiro a junho do ano passado, o número foi de 95.503. O nascimento de novas empresas de outras naturezas teve queda de 3,0%, com 51.327 nascimentos no semestre, contra 52.915 no mesmo período de 2014.

A crescente formalização dos negócios no Brasil é responsável pelo aumento constante das MEIs, registrado desde o início da série histórica do indicador. Em seis anos, passaram de menos da metade dos novos empreendimentos (44,0%, em 2010) para 75,5% no último levantamento.

nascjunho2

Nascimento de Empresas por Setor

O setor de serviços continua sendo o mais procurado por quem quer empreender: de janeiro a junho de 2015, 607.068 novas empresas surgiram neste segmento, o equivalente a 61,3% do total. Em seguida, 299.882 empresas comerciais (30,3% do total) e, no setor industrial, foram abertas 80.958 empresas (8,2% do total) neste mesmo período.

nascjunho3

Observa-se nos últimos seis anos um crescimento constante na participação das empresas de serviços no total de empresas que nascem no país, passando de 53,1% (janeiro a maio de 2010) para 61,3% (janeiro a maio de 2015).

Por outro lado, a participação do setor comercial de empresas que surgem no país tem recuado nos últimos anos (de 35,3%, de janeiro a maio de 2010, para 30,2% no mesmo período de 2015). Já a participação das novas empresas industriais se mantém estável.

Nascimento de Empresas por Região e estado

O Sudeste segue liderando o ranking de nascimento de empresas, com 502.712 novos negócios abertos entre janeiro e junho de 2015 ou 50,7% do total.  A Região Nordeste ocupou o segundo lugar, com 18,0% (178.072 empresas). A Região Sul segue em terceiro lugar, com 16,6% de participação e 164.701 novas empresas. O Centro-Oeste registrou a abertura de 93.800 empresas e foi responsável por 9,5% de participação, seguido pela Região Norte, com 178.072 novas empresas ou 5,2% do total de empreendimentos inaugurados.

A Região Sul foi a que registrou maior alta no número de nascimentos (6,5%) comparando-se os meses entre janeiro e junho de 2015 com igual intervalo do ano anterior. A região Nordeste teve crescimento de 6,0% no período. Na região Sudeste houve alta de 4,4% e a Centro-Oeste apresentou crescimento de 3,7%. A região Norte apresentou o menor crescimento no período (2,8%).

nascjunho4

Entre os estados, no primeiro semestre do ano, São Paulo foi responsável por 27,3% dos novos empreendimentos, totalizando 270.302. Em seguida, o estado com maior número de novas empresas é Minas Gerais, com 108.192 nascimentos, 10,9% do total.  A terceira posição no ranking nacional de nascimentos de janeiro a junho fica com Rio de Janeiro, com 100.490 novos empreendimentos, 10,1% do total.

Veja, abaixo, os números de cada estado no semestre:

Região Centro Oeste:

No Distrito Federal, houve aumento de 9,9% no número de nascimentos no primeiro semestre de 2015 chegando a 22.499. No mesmo período de 2014 o número foi de 20.470. Em Goiás, o total de nascimentos no primeiro semestre foi de 38.596, ligeira alta de 0,9% em relação ao mesmo período do ano anterior, quando o número foi de 38.237. No Mato Grosso do Sul, houve alta de 1,7%, com total de 13.335 novos empreendimentos. De janeiro a junho de 2014, o número foi de 13.117. No Mato Grosso, 19.370 novas empresas foram criadas, alta de 4,1% em relação a igual período de 2014, quando o número foi de 18.607.

Região Norte:

No Acre, o total de nascimentos no primeiro semestre foi de 2.176, queda de 10,5% em relação ao mesmo período de 2014, quando o número foi de 2.430. No Amazonas, a quantidade de novos empreendimentos criados no primeiro semestre foi de 9.541, número 10,1% maior que o total registrado entre janeiro e junho do ano passado (8.662). No Amapá, foram 1.930 novas empresas nascidas no semestre, crescimento de 9,5% diante dos 1.763 empreendimentos que surgiram nos seis primeiros meses do ano passado.

No Pará, houve ligeira alta no número de nascimentos no primeiro semestre de 2015 (0,3%), chegando a 22.346. No mesmo período de 2014 o número era 22.271. Em Rondônia, o total de nascimentos no primeiro semestre foi de 6.461, aumento de 1,7% em relação ao mesmo período do ano anterior, quando o número foi de 6.352.  Em Roraima, houve alta de 1,6%, com total de 1.623 novos empreendimentos. De janeiro a junho de 2014, o número foi de 1.598. No Tocantins, 7.602 novas empresas foram criadas, alta de 5,6% em relação a igual período de 2014, quando o número foi de 7.198.

Região Nordeste:

Em Alagoas, o total de nascimentos no primeiro semestre foi de 10.150, alta de 9,7% em relação ao mesmo período de 2014, quando o número foi de 9.248. Na Bahia, a quantidade de novos empreendimentos criados no primeiro semestre foi de 49.628, número 2,0% maior que o total registrado entre janeiro e junho do ano passado (48.654). No Ceará foram 31.819 novas empresas nascidas no semestre, crescimento de 10,4% diante dos 28.832 empreendimentos que surgiram nos seis primeiros meses do ano passado.

No Maranhão, houve alta de 4,0% no número de nascimentos no primeiro semestre de 2015, chegando a 13.979. No mesmo período de 2014 o número era 13.447. Na Paraíba, o total de nascimentos no primeiro semestre foi de 13.102, o que representa ligeira alta de 0,6% em relação ao mesmo período do ano anterior, quando o número foi de 13.028. Em Pernambuco, houve alta de 6,5%, com total de 31.687 novos empreendimentos. De janeiro a junho de 2014, o número foi de 29.763.

No Piauí, 8.658 novas empresas foram criadas, alta de 5,5% em relação a igual período de 2014, quando o número foi de 8.203. O Rio Grande do Norte teve 12.678 novos empreendimentos no primeiro semestre de 2015, número 15,7% maior que o total registrado entre janeiro e junho do ano passado (10.961). Em Sergipe, foram 6.371 novas empresas nascidas no semestre, crescimento de 9,9% diante dos 5.799 empreendimentos que surgiram nos seis primeiros meses do ano passado.

Região Sudeste:

No Espírito Santo, houve alta de 9,1% no número de nascimentos no primeiro semestre de 2015, chegando a 23.728. No mesmo período de 2014 o número foi de 21.754. Em Minas Gerais, o total de nascimentos no primeiro semestre foi de 108.192, aumento de 4,5% em relação ao mesmo período do ano anterior, quando o número foi de 103.509.  No Rio de Janeiro, houve alta de 12,0%, com total de 100.490 novos empreendimentos. De janeiro a junho de 2014, o número foi de 89.719. Em São Paulo, 270.302 novas empresas foram criadas, alta de 1,5% em relação a igual período de 2014, quando o número foi de 266.372.

Região Sul:

No Paraná, houve alta de 9,6% no número de nascimentos no primeiro semestre de 2015 chegando a 64.086. No mesmo período de 2014 o número foi de 58.472. No Rio Grande do Sul, o total de nascimentos no primeiro semestre foi de 59.882, aumento de 2,6% em relação ao mesmo período do ano anterior, quando o número foi de 58.351.  Em Santa Catarina, houve alta de 7,6%, com total de 40.732 novos empreendimentos. De janeiro a junho de 2014, o número foi de 37.860.

nascjunho5

Metodologia do estudo sobre Nascimento de Empresas

Para o levantamento do Nascimento de Empresas foi considerada a quantidade mensal de novas empresas registradas nas juntas comerciais de todas as Unidades Federativas do Brasil bem como a apuração mensal dos CNPJs consultados pela primeira vez à base de dados da Serasa Experian.

Serasa Experian

 

A Serasa Experian é líder na América Latina em serviços de informações para apoio na tomada de decisões das empresas. No Brasil, é sinônimo de solução para todas as etapas do ciclo de negócios, desde a prospecção até a cobrança, oferecendo às organizações as melhores ferramentas. Com profundo conhecimento do mercado brasileiro, conjuga a força e a tradição do nome Serasa com a liderança mundial da Experian. Criada em 1968, uniu-se à Experian Company em 2007. Responde on-line/real-time a 6 milhões de consultas por dia, auxiliando 500 mil clientes diretos e indiretos a tomar a melhor decisão em qualquer etapa de negócio. É a maior Autoridade Certificadora do Brasil, provendo todos os tipos de certificados digitais ICP-Brasil, tornando os negócios mais seguros, ágeis e rentáveis.

Constantemente orientada para soluções inovadoras em informações para crédito, marketing, identidade digital e negócios, a Serasa Experian vem contribuindo para a transformação do mercado de soluções de informação, com a incorporação contínua dos mais avançados recursos de inteligência e tecnologia.

 

Para mais informações, visite www.serasaexperian.com.br

Experian

A Serasa Experian é parte da Experian, líder mundial em serviços de informação, fornecendo dados e ferramentas de análise a clientes ao redor do mundo. O Grupo auxilia os clientes no gerenciamento do risco de crédito, prevenção a fraudes, direcionamento de campanhas de marketing e na automatização do processo de tomada de decisão. A Experian também apoia pessoas físicas na verificação de seus relatórios e scores de crédito e na proteção a fraudes de identidade. Em 2015, a Experian foi eleita pela revista Forbes como uma das companhias mais inovadoras do mundo.

A Experian plc está registrada na Bolsa de Valores de Londres (EXPN) e compõe o índice FTSE 100. A receita total para o ano fiscal encerrado em 31 de março de 2015 foi de US$ 4,8 bilhões. A empresa emprega cerca de 17.000 pessoas em 38 países e possui sede corporativa em Dublin, na Irlanda e sedes operacionais em Nottingham, no Reino Unido; na Califórnia, Estados Unidos, e em São Paulo, Brasil.

Para mais informações, visite www.experianplc.com

  • 2017 Serasa Experian. Todos os direitos reservados.