Últimas Notícias

Limpa Nome Online

Custo de vida mais caro, rever gastos evitará inadimplência em 2015

20/01/2015

Série de aumentos praticados desde o começo do ano eleva a inflação e prejudica diretamente a renda e o poder de compra da população brasileira

O ano de 2015 começa tirando o sono de muita gente. Não é de hoje que a atividade econômica do país está enfraquecida e toda essa dificuldade tem impactado diretamente a vida do consumidor. Além disso, no primeiro mês do ano já foram anunciados uma série de aumentos em produtos, serviços e impostos, que elevam a inflação e acabam diminuindo a renda e o poder de compra da população brasileira. Para evitar o descontrole e a inadimplência, o consumidor deve fazer um balanço atual da sua vida financeira, revendo gastos e organizando o orçamento.

“A educação financeira ainda não está presente no dia a dia dos consumidores. Com um ano tão desafiador como este, é necessário que o cidadão não perca mais tempo e faça rapidamente um planejamento para conseguir superar as dificuldades e garantir uma boa saúde financeira para a sua família em 2015. Chegou a hora de apertar os cintos e buscar alternativas”, dizem os economistas da Serasa Experian.

Organizar as contas sabendo que os gastos estão ficando mais altos e a renda mais curta não é uma tarefa fácil. No entanto, isso se faz necessário porque, desde o começo do mês, o cidadão já está destinando mais dinheiro para pagar os reajustes de serviços básicos, como energia elétrica, água e transporte público. Além disso, o cenário vai se complicar ainda mais com a alta nos combustíveis, a volta/criação de impostos, a subida inclinada dos juros e o provável crescimento do desemprego.

Colocar as contas na ponta do lápis e separar os gastos essenciais dos supérfluos é o primeiro passo, recomendam os economistas. “O consumidor precisa admitir que vai enfrentar uma situação difícil e, por isso, deve priorizar o pagamento dos itens básicos para não correr o risco de ficar sem. Os outros gastos devem ficar em segundo plano, ou seja, caso sobre dinheiro no bolso”, ressaltam.

Se a renda mensal não for suficiente nem para cobrir os gastos necessários, o cidadão deve focar na economia desses próprios serviços e combater o desperdício, criando alternativas mais eficazes, como aproveitar mais a luz solar, reutilizar a água da máquina de lavar para limpar a casa, substituir produtos e/ou alimentos mais caros e sofisticados por outros similares mais baratos, entre outras. Uma possibilidade para aumentar a renda, é investir o tempo livre em algum trabalho extra.

Para facilitar na hora de fazer as contas, é importante que o cidadão faça e mantenha atualizada uma planilha de orçamento doméstico. “O consumidor não deve desgrudar dessas anotações para não esquecer de nada. Muita gente não percebe os pequenos gastos e depois não entende o motivo de não ter conseguido pagar todas as contas”, alertam os economistas. Um exemplo de planilha pode ser conferido no link: www.serasaconsumidor.com.br/planilhafinanceira.

Também é importante que o consumidor tenha atenção com as mais variadas formas de pagamento na hora de consumir ao longo do ano. A recomendação é evitar fazer parcelamentos a longo prazo, principalmente se o produto envolvido for um bem de consumo durável (eletroeletrônico, móveis, equipamentos de informática etc.), roupas etc. O cartão de crédito deve ser evitado neste primeiro momento porque ele dá a falsa sensação de que não está se gastando, mas o recebimento da fatura pode assustar. O cheque especial precisa ser visto como a última alternativa, por conter taxas de juros bem elevadas.

Já estou inadimplente. E agora?

Para quem já começou 2015 inadimplente, a primeira orientação é que o consumidor renegocie a dívida. Ele deve explicar para o credor sua situação econômica e propor valores e condições que caibam no seu bolso. As empresas estão dispostas a negociar e a conversa pode render um bom negócio para ambos.

O consumidor pode fazer a renegociação com a praticidade e a comodidade de estar em casa e as facilidades da internet, no serviço Limpa Nome Online da Serasa Experian. Basta entrar no site www.serasaconsumidor.com.br/limpa-nome-online e se cadastrar. Depois disso, caso esteja em débito com alguma das empresas, ele pode proceder à negociação.

Cerca de 90 empresas de diferentes setores – entre elas, grandes bancos e financeiras, cartões de crédito, seguradoras, instituições de ensino e grandes varejistas fazem parte da ferramenta, que está disponível em um ambiente virtual protegido. Assim, quem não tiver internet em casa poderá usar qualquer computador para negociar suas pendências financeiras.

O consumidor pode conferir mais dicas sobre educação financeira, acessando o site: www.serasaconsumidor.com.br

SerasaConsumidor

SerasaConsumidor é um conceito que abrange as ações da empresa para ajudar o consumidor a gerir sua vida financeira, de forma a auxiliá-lo na gestão de sua reputação creditícia para o seu bem-estar e desenvolvimento. Essas ações visam também a estreitar o relacionamento direto da Serasa Experian com o consumidor, que já acontece há décadas, com respeito e qualidade, por meio da rede de agências da Serasa Experian em todo o país. A melhoria dessa gestão compreende avanços na educação financeira com a qual o SerasaConsumidor está comprometido, para que o cidadão possa desfrutar do crédito, consumindo ou empreendendo sem incorrer na inadimplência ou no superendividamento.

Apoiando-se no slogan Use a seu favor, o SerasaConsumidor coloca a tradição e a credibilidade da Serasa Experian para gerir o histórico de crédito do consumidor, para que ele possa tomar decisões de consumo mais adequadas e favoráveis às suas finanças.

Para mais informações, visite www.serasaconsumidor.com.br

Serasa Experian

A Serasa Experian é líder na América Latina em serviços de informações para apoio na tomada de decisões das empresas. No Brasil, é sinônimo de solução para todas as etapas do ciclo de negócios, desde a prospecção até a cobrança, oferecendo às organizações as melhores ferramentas. Com profundo conhecimento do mercado brasileiro, conjuga a força e a tradição do nome Serasa com a liderança mundial da Experian. Criada em 1968, uniu-se à Experian Company em 2007. Responde on-line/real-time a 6 milhões de consultas por dia, auxiliando 500 mil clientes diretos e indiretos a tomar a melhor decisão em qualquer etapa de negócio. É a maior Autoridade Certificadora do Brasil, provendo todos os tipos de certificados digitais e soluções customizadas para utilização da tecnologia de certificação digital e de Notas Fiscais Eletrônicas (NF-e), tornando os negócios mais seguros, ágeis e rentáveis.

Constantemente orientada para soluções inovadoras em informações para crédito, marketing, identidade digital e negócios, a Serasa Experian vem contribuindo para a transformação do mercado de soluções de informação, com a incorporação contínua dos mais avançados recursos de inteligência e tecnologia.

Para mais informações, visite www.serasaexperian.com.br

Experian

A Serasa Experian é parte da Experian, líder mundial em serviços de informação, fornecendo dados e ferramentas de análise a clientes ao redor do mundo. O Grupo auxilia os clientes no gerenciamento do risco de crédito, prevenção a fraudes, direcionamento de campanhas de marketing e na automatização do processo de tomada de decisão. A Experian também apoia pessoas físicas na verificação de seus relatórios e scores de crédito e na proteção a fraudes de identidade. Em 2014, a Experian foi eleita pela revista Forbes como uma das companhias mais inovadoras do mundo.

A Experian plc está registrada na Bolsa de Valores de Londres (EXPN) e compõe o índice FTSE 100. A receita total para o ano fiscal encerrado em 31 de março de 2014 foi de US$ 4,8 bilhões. A empresa emprega cerca de 16.000 pessoas em 39 países e possui sede corporativa em Dublin, na Irlanda e sedes operacionais em Nottingham, no Reino Unido; na Califórnia, Estados Unidos, e em São Paulo, Brasil.

Para mais informações, visite www.experianplc.com

 

  • 2017 Serasa Experian. Todos os direitos reservados.