Últimas Notícias

Demanda das Empresas por Crédito

Demanda das empresas por crédito recua 1,8% em outubro

21/11/2012

Somente empresas de serviços registraram aumento na procura por crédito em outubro

A quantidade de empresas que procurou crédito no mês de outubro recuou 1,8% em relação a setembro/12, conforme resultado apurado pelo Indicador Serasa Experian de Demanda das Empresas por Crédito. Foi a segunda queda mensal consecutiva da busca das empresas por crédito (setembro/12 registrou queda de 17,0% em relação a agosto/12). Na comparação com outubro/11, a demanda das empresas por crédito em outubro/12 foi 12,9% menor. No acumulado do ano (janeiro a outubro de 2012), a busca das empresas por crédito apresentou variação negativa de 4,0% perante o mesmo período de 2011.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, a demanda das empesas por crédito entra, neste último trimestre do ano, em um período sazonalmente mais fraco, tendo em vista que grande parte da produção, visando às vendas de final de ano, costuma ocorrer durante o terceiro trimestre. Assim, espera-se que a demanda das empresas por crédito exiba resultados mais favoráveis somente a partir do início de 2013.

Análise por porte
O maior recuo na demanda das empresas por crédito em outubro/12 ocorreu nas micro e pequenas empresas (queda de 1,8% frente setembro/12). Nas médias empresas, a redução foi ligeiramente menor: baixa de 1,6% em outubro/12 contra setembro/12. Nas grandes empresas, houve recuo de 0,2% na busca das empresas deste porte por crédito.

No acumulado do ano as grandes empresas estão na liderança da busca por crédito: alta de 15,0% de janeiro a outubro de 2012 frente ao mesmo período de 2011. Nas médias empresas, a alta registrada foi de 12,1%, e nas micro e pequenas empresas, a demanda por crédito acumulou recuo de 5,0% nos primeiros dez meses deste ano.

Conforme já salientamos, o cenário internacional, ainda com elevado grau de instabilidade, segue prejudicando captação de recursos externos e/ou via mercado de capitas, e a presença de subsídios creditícios oficiais (recursos do BNDES, por exemplo) vem incentivando a demanda das médias e grandes empresas por crédito perante fontes domésticas de financiamento.

Análise por setor
As empresas comerciais apresentaram a maior queda na busca por crédito em outubro/12: variação negativa de 3,3% perante setembro/12. Já nas empresas industriais, o recuo foi de 2,7%. Somente as empresas de serviços apresentaram evolução positiva na busca por crédito em outubro/12: alta de 0,6% frente ao mês de setembro/12.

No acumulado de janeiro a outubro de 2012, o melhor resultado em termos de demanda por crédito encontra-se nas empresas de serviços, com queda de 2,3% frente aos primeiros dez meses de 2011. Nas empresas industriais, esta queda é um pouco maior: 4,1% no acumulado de janeiro a outubro de 2012. E, por fim, a maior queda na demanda por crédito no acumulado do ano até outubro verifica-se nas empresas comerciais: 5,4% menor em relação mesmo período do ano passado.

Análise por região
A maior queda na busca das empresas por crédito em outubro de 2012 ocorreu na região Sudeste, que acusou variação de -2,8% perante setembro/12. Em seguida, surge a região Sul, com queda de 1,6% em outubro/12 frente ao mês imediatamente anterior. No Norte e no Centro-Oeste, os recuos foram menores, de 1,2% e 0,6%, respectivamente. A região Nordeste foi a única em que houve crescimento na demanda das empresas por crédito: alta de 0,6% em outubro/12 frente ao mês de setembro/12.

Vale notar também que, no acumulado do ano, as regiões menos desenvolvidas estão exibindo os melhores desempenhos em termos de demanda das empresas por crédito, embora estes ainda sejam negativos: quedas de 2,1% no Norte e de 2,6% no Nordeste. As regiões Sul e Centro-Oeste estão com quedas na casa dos 3% na busca de suas empresas por crédito (variações de -3,2% no Sul e de -3,6% no Centro-Oeste) e é o Sudeste que exibe a maior queda na demanda de suas empresas por crédito no acumulado do ano até outubro/12: variação de -5,1% frente ao mesmo período do ano passado.

A série histórica deste indicador está disponível em
http://www.serasaexperian.com.br/release/indicadores/demanda_pj_credito.htm

Metodologia do indicador
O Indicador Serasa Experian da Demanda das Empresas por Crédito é construído a partir de uma amostra significativa de cerca de 1,2 milhão de CNPJ consultados mensalmente na base de dados da Serasa Experian. A quantidade de CNPJ consultados, especificamente nas transações que configuram alguma relação creditícia entre as empresas e as instituições do sistema financeiro ou empresas não financeiras, é transformada em número índice (média de 2008 = 100). O indicador é segmentado por região geográfica, setor e porte.

Serasa Experian

A Serasa Experian é líder na América Latina em serviços de informações para apoio na tomada de decisões das empresas. No Brasil, é sinônimo de solução para todas as etapas do ciclo de negócios, desde a prospecção até a cobrança, oferecendo às organizações as melhores ferramentas. Com profundo conhecimento do mercado brasileiro, conjuga a força e a tradição do nome Serasa com a liderança mundial da Experian. Criada em 1968, uniu-se à Experian Company em 2007. Responde on-line/real-time a 6 milhões de consultas por dia, auxiliando 500 mil clientes diretos e indiretos a tomar a melhor decisão em qualquer etapa de negócio. É a maior Autoridade Certificadora do Brasil, provendo todos os tipos de certificados digitais e soluções customizadas para utilização da tecnologia de certificação digital e de Notas Fiscais Eletrônicas (NF-e), tornando os negócios mais seguros, ágeis e rentáveis.
Constantemente orientada para soluções inovadoras em informações para crédito, marketing e negócios, a Serasa Experian vem contribuindo para a transformação do mercado de soluções de informação, com a incorporação contínua dos mais avançados recursos de inteligência e tecnologia.
Para mais informações, visite www.serasaexperian.com.br

Experian

A Serasa Experian é parte da Experian, líder mundial em serviços de informação, fornecendo dados e ferramentas de análise a clientes ao redor do mundo. O Grupo auxilia os clientes no gerenciamento do risco de crédito, prevenção a fraudes, direcionamento de campanhas de marketing e na automatização do processo de tomada de decisão. A Experian também apoia pessoas físicas na verificação de seus relatórios e scores de crédito e na proteção a fraudes de identidade.

A Experian plc está registrada na Bolsa de Valores de Londres (EXPN) e compõe o índice FTSE 100. A receita total para o ano fiscal encerrado em 31 de março de 2012 foi de US$ 4,5 bilhões. A empresa emprega cerca de 17.000 pessoas em 44 países e possui sede corporativa em Dublin, na Irlanda e sedes operacionais em Nottingham, no Reino Unido; na Califórnia, Estados Unidos, e em São Paulo, Brasil.

Para mais informações, visite www.experianplc.com

# # #

  • 2017 Serasa Experian. Todos os direitos reservados.