Últimas Notícias

Notícias

Renegociar dívidas é o primeiro passo

26/01/2012

Organizar pagamentos em atraso deve ser prioridade, mesmo diante dos novos boletos que se acumulam nesta época. A orientação é da Serasa Experian, que propõe que os consumidores busquem seus credores para a realização de acordos

Encarar as contas típicas dos primeiros meses do ano – IPVA, IPTU, material escolar, matrículas, além do extrato do cartão de crédito, geralmente recheado com as compras de Natal – não é simples quando o 13º salário pode ser apenas uma vaga lembrança na conta corrente. Mas a situação pode se tornar ainda mais complicada se, além de todos esses cifrões, o consumidor ainda carrega o peso de dívidas não honradas em 2011.

A orientação da Serasa Experian é tentar uma conformidade junto aos credores. Pelo Código de Defesa do Consumidor, ao ter uma dívida renegociada, a pessoa já tem seu nome retirado da lista de inadimplentes. “Em tempos de Cadastro Positivo, o procedimento permite que este consumidor não só reabilite seu crédito como também comece a construir seu histórico positivo”, lembra o economista da Serasa Experian, Carlos Henrique de Almeida.

O primeiro passo é listar as dívidas e identificá-las. O procedimento é importante porque algumas companhias descentralizam o serviço de cobrança, fazendo com que o cliente receba contatos de empresas diferentes sobre uma única conta em aberto. Em seguida o consumidor deve avaliar as propostas do acordo, levando em consideração o número de parcelas e (ou) descontos oferecidos. “Porém, o mais importante é saber se as novas dívidas que serão assumidas cabem no orçamento”, enfatiza o economista. “Isso porque renegociar uma conta já renegociada pode não ser tão simples.”

Segundo o economista da Serasa Experian, o cliente não precisa aceitar a primeira proposta de pagamento apresentada pelo credor. “O consumidor deve fazer suas contas e apresentar contrapropostas realistas. Essa transparência será bem recebida por quem está cobrando.”  Carlos Henrique de Almeida aponta que geralmente o brasileiro se sente constrangido em renogociar dívidas. “Mas é o procedimento correto. É a maneira mais viável de se reabilitar perante a economia e reingressar pela porta da frente no mercado de consumo.”

PASSO A PASSO PARA A RENOGOCIAÇÃO DE DÍVIDAS
1º – Levante as dívidas (contas) em atraso.
2º – Separe por credor (por loja, por cartão de crédito, por banco).
3º – Verifique o valor devido em cada uma.
4º – Ponha em uma planilha as contas por credor e os respectivos valores em atraso.
5º – Separe as cartas das empresas de cobrança ou da empresa credora por dívida.
6º- Atenção, muitas vezes uma, duas ou mais empresas de cobrança cobram a mesma dívida.
7º – Cruze as cartas de cobrança recebidas com o valor devido, algumas inclusive já oferecem uma proposta de negociação, com o último valor que você tem anotado em sua planilha.
8º – Monte sua proposta de negociação para cada credor, pensando no que cabe em seu orçamento.
9º – Use sinceridade com cada credor. Fale sobre os motivos que o levaram à inadimplência ou ao descontrole financeiro.
10º – Não se sinta constrangido por isso. A renegociação de dívidas é um ato que mostra que você tem interesse pagar o que deve. Muitos bancos já a disponibilizam em sites na internet.
11º – Na renegociação, chegue a um ponto comum sobre os valores atualizados da dívida com os credores ou seus representantes.
12º – Faça uma renegociação realista, um plano de pagamento que você possa pagar, porque renegociar novamente vai ficando cada vez mais difícil.
13º – Procure renegociar suas dívidas em prazos mais curtos e evite assumir novas compras a prazo neste período. Assim, você faz um sacrifício maior em tempo menor.
14º – Valorize e cumpra a renegociação realizada, pois ela é o único caminho para a solução de seus problemas financeiros.
15º – Com o cadastro positivo, sua reputação no crédito vale muito. Seja responsável financeiramente.

Serasa Experian
Serasa Experian é líder na América Latina em serviços de informações para apoio na tomada de decisões das empresas. No Brasil, é sinônimo de solução para todas as etapas do ciclo de negócios, desde a prospecção até a cobrança, oferecendo às organizações as melhores ferramentas. Com profundo conhecimento do mercado brasileiro, conjuga a força e a tradição do nome Serasa com a liderança mundial da Experian. Criada em 1968, uniu-se à Experian Company em 2007. Responde on-line/real-time a 4 milhões de consultas por dia, auxiliando 400 mil clientes diretos e indiretos a tomar a melhor decisão em qualquer etapa de negócio. É a maior Autoridade Certificadora do Brasil, provendo todos os tipos de certificados digitais e soluções customizadas para utilização da tecnologia de certificação digital e de Notas Fiscais Eletrônicas (NF-e), tornando os negócios mais seguros, ágeis e rentáveis.

Constantemente orientada para soluções inovadoras em informações para crédito, marketing e negócios, a Serasa Experian vem contribuindo para a transformação do mercado de soluções de informação, com a incorporação contínua dos mais avançados recursos de inteligência e tecnologia.

www.serasaexperian.com.br

Experian
A Serasa Experian é parte do grupo Experian, líder mundial em serviços de informação, fornecendo dados e ferramentas de análise a clientes em mais de 80 países. A empresa auxilia os clientes no gerenciamento do risco de crédito, prevenção a fraudes, direcionamento de campanhas de marketing e na automatização o processo de tomada de decisão. A Experian também apoia pessoas físicas no gerenciamento de seus relatórios e scores de crédito e na proteção a fraudes de identidade. A Experian plc está registrada na Bolsa de Valores de Londres (EXPN) e compõe o índice FTSE 100. A receita total para o ano fiscal encerrado em 31 de março de 2011 foi de US$ 4,2 bilhões. A empresa emprega cerca de 15.000 pessoas em 41 países e possui sede corporativa em Dublin, na Irlanda e sedes operacionais em Nottingham, no Reino Unido; na Califórnia, Estados Unidos, e em São Paulo, Brasil.
Para mais informações, visite http://www.experianplc.com

# # #

  • 2017 Serasa Experian. Todos os direitos reservados.