Últimas Notícias

Inadimplência do Consumidor

Inadimplência do consumidor perde fôlego em novembro, revela Serasa Experian

12/12/2011

Brasileiros estão priorizando o pagamento e a renegociação das dívidas

A inadimplência dos consumidores cresceu menos em novembro. Na comparação com igual mês de 2010, houve uma elevação de 17,4%, a menor desde maio 2011, nesta mesma relação, de acordo com o Indicador Serasa Experian de Inadimplência do Consumidor.

Já na comparação entre os acumulados do ano, janeiro a novembro 2011/2010, houve um crescimento de 22,4%, o menor desde julho. Na relação mensal, novembro sobre outubro, por sua vez, foi registrada uma discreta elevação de 1,9%.

Na decomposição do indicador, conforme tabela abaixo, os cheques devolvidos por falta de fundos tiveram um crescimento mensal, novembro ante outubro, de 10,4%, contribuindo com 1,1% da variação de 1,9% do indicador.  A inadimplência das dívidas não bancárias (lojas em geral, cartões de crédito, financeiras, prestadoras de serviços como fornecimento de energia elétrica, água, telefonia etc.) teve uma elevação mensal de 0,9%, contribuindo com 0,4% para o indicador mensal. Nas dívidas bancárias, a inadimplência cresceu 0,5% no mês, contribuindo com uma evolução de 0,3% do indicador. Por fim, os protestos tiveram um aumento mensal de 12,4% no mês, porém, dada sua baixa representatividade, contribuiram com 0,2% do indicador.


Segundo os economistas da Serasa Experian, as desacelerações registradas na comparação anual – novembro 2011/2010 –, e entre os acumulados – janeiro a novembro 2011/2010 –, confirmam a trajetória descendente da inadimplência do consumidor neste final de ano. Com o maior endividamento, a inflação corroendo salários e com o menor ritmo da atividade econômica, o consumidor passou a priorizar o pagamento e a renegociação de dívidas.

Sobre o aumento mensal, novembro contra outubro, de 1,9%, ele é pontual, resultante da greve dos correios, que atrasou o envio de boletos e faturas para pagamento. Também pode ser justificado pela falta de pagamento da segunda parcela das compras do Dia das Crianças.

Valor médio das dívidas
De janeiro a novembro, o valor médio das dívidas não bancárias (cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços como telefonia e fornecimento de energia elétrica e água), foi de R$ 322,36, o que representou uma queda de 17,4% na comparação com igual período do ano anterior.

Quanto às dívidas com bancos, o valor médio verificado de janeiro a novembro foi de R$ 1.302,70, com redução de 0,7% ante o mesmo acumulado de 2010.

Os títulos protestados, por sua vez, registraram nos onze primeiros meses de 2011 um valor médio de R$ 1.369,39, ocasionando um crescimento de 15,7%, quando comparado com o período de janeiro a novembro do ano anterior.

Por fim, os cheques sem fundos tiveram, de janeiro a novembro, um valor médio de R$ 1.354,40, representando um aumento de 8,2% sobre igual acumulado de 2010.

A série histórica deste indicador está disponível no site, em
http://www.serasaexperian.com.br/release/indicadores/inadimplencia_consumidor.htm

Metodologia do Indicador
O Indicador Serasa Experian de Inadimplência do Consumidor considera as variações registradas no número de cheques sem fundos, títulos protestados, dívidas vencidas com bancos e dívidas não bancárias (lojas em geral, cartões de crédito, financeiras, prestadoras de serviços como fornecimento de energia elétrica, água, telefonia etc.). Por analisar eventos ocorridos em todo o Brasil, o indicador reflete o comportamento da inadimplência em âmbito nacional.

Serasa Experian
A Serasa Experian é líder na América Latina em serviços de informações para apoio na tomada de decisões das empresas. No Brasil, é sinônimo de solução para todas as etapas do ciclo de negócios, desde a prospecção até a cobrança, oferecendo às organizações as melhores ferramentas. Com profundo conhecimento do mercado brasileiro, conjuga a força e a tradição do nome Serasa com a liderança mundial da Experian. Criada em 1968, uniu-se à Experian Company em 2007. Responde on-line/real-time a 4 milhões de consultas por dia, auxiliando 400 mil clientes diretos e indiretos a tomar a melhor decisão em qualquer etapa de negócio. É a maior Autoridade Certificadora do Brasil, provendo todos os tipos de certificados digitais e soluções customizadas para utilização da tecnologia de certificação digital e de Notas Fiscais Eletrônicas (NF-e), tornando os negócios mais seguros, ágeis e rentáveis.
Constantemente orientada para soluções inovadoras em informações para crédito, marketing e negócios, a Serasa Experian vem contribuindo para a transformação do mercado de soluções de informação, com a incorporação contínua dos mais avançados recursos de inteligência e tecnologia.
www.serasaexperian.com.br

Experian
A Serasa Experian é parte do grupo Experian, líder mundial em serviços de informação, fornecendo dados e ferramentas de análise a clientes em mais de 80 países. A empresa auxilia os clientes no gerenciamento do risco de crédito, prevenção a fraudes, direcionamento de campanhas de marketing e na automatização o processo de tomada de decisão. A Experian também apoia pessoas físicas no gerenciamento de seus relatórios e scores de crédito e na proteção a fraudes de identidade. A Experian plc está registrada na Bolsa de Valores de Londres (EXPN) e compõe o índice FTSE 100. A receita total para o ano fiscal encerrado em 31 de março de 2011 foi de US$ 4,2 bilhões. A empresa emprega cerca de 15.000 pessoas em 41 países e possui sede corporativa em Dublin, na Irlanda e sedes operacionais em Nottingham, no Reino Unido; na Califórnia, Estados Unidos, e em São Paulo, Brasil.  Para mais informações, visite http://www.experianplc.com

# # #

  • 2017 Serasa Experian. Todos os direitos reservados.