Últimas Notícias

Demanda das Empresas por Crédito

Crise externa derruba a demanda das empresas por crédito

21/11/2011

De acordo com o Indicador Serasa Experian da Demanda das Empresas por Crédito, a quantidade de empresas que procurou crédito caiu 4,2% em outubro/11 na comparação com o mês imediatamente anterior. Em relação ao mesmo mês do ano passado (outubro/1,) houve avanço de 4,1% na demanda das empresas por crédito e, na comparação com os primeiros dez meses de 2010, a procura das empresas por crédito foi 3,1% superior.

A desaceleração mais acentuada da economia brasileira e o agravamento do quadro financeiro internacional estão afetando negativamente a busca das empresas por crédito. Neste sentido, o atual momento de redução da taxa básica de juros (taxa Selic) e de reversão parcial das medidas macroprudenciais ainda demorarão um pouco para produzir impactos mais visíveis sobre a demanda das empresas por crédito, observam os economistas da Serasa Experian.

Análise por porte

As micro e pequenas empresas puxaram a queda da demanda das empresas por crédito durante o mês de outubro, recuando 4,5% frente a setembro/11. Na direção contrária, houve crescimento na procura por crédito das médias e grandes empresas no mês passado: altas de 0,8% (médias empresas) e de 1,6% (grandes empresas), na comparação com setembro/11.

O crescimento das demandas por crédito das médias e grandes empresas, indo na direção contrária do que ocorreu com as micro e pequenas empresas, é um sinal de que, diante do agravamento do quadro financeiro externo, as médias e grandes empresas estão se voltando para fontes internas de financiamento, num movimento semelhante ao ocorrido na crise de 2008.

Análise por região

Todas as regiões geográficas do país exibiram quedas nas demandas de suas empresas por crédito em outubro/11, com destaque para o recuo de 8,5% verificado na região Centro-Oeste. As regiões Sudeste e Nordeste exibiram quedas de 4,5% e 4,9%, respectivamente, ao passo que as menores quedas verificadas na demanda das empresas por crédito em outubro/11 ocorreram na Norte (-2,9%) e na Sul (-1,5%).
No acumulado de janeiro a outubro de 2011 a região Sul lidera a procura das empresas por crédito neste ano de 2011: alta de 4,9% em relação a 2010. Em seguida, aparecem as regiões Sudeste (3,2%), Centro-Oeste (2,9%) e Nordeste (1,9%). O menor crescimento do ano foi verificado na Região Norte (alta de apenas 0,2% em relação a acumulado de janeiro a outubro de 2010).

Análise por setor

Houve recuo em todos os setores nas demandas das empresas por crédito em outubro/11. As empresas comerciais e industriais exibiram quedas idênticas (-4,6%) na procura por crédito no mês passado. Já as empresas de serviços recuaram 3,7% a sua demanda por crédito.

No acumulado do ano, empresas do setor de serviços, menos impactadas pela concorrência internacional bem como também pela alta dos juros internos, ainda continuam se destacando em termos do crescimento de suas demandas por crédito (alta de 6,5% frente a janeiro a outubro de 2010). Em seguida as empresas industriais registram avanço de 3,6% no acumulado de janeiro a outubro de 2011 e as empresas do setor comercial exibem alta de 0,6% na busca por crédito, neste mesmo período de comparação.

Você encontra uma série histórica desse indicador em
http://www.serasaexperian.com.br/release/indicadores/demanda_pj_credito.htm

Metodologia do indicador

O Indicador Serasa Experian da Demanda das Empresas por Crédito é construído a partir de uma amostra significativa de CNPJs – cerca de 1,2 milhão –, consultados mensalmente na base de dados da Serasa Experian. A quantidade de CNPJs consultados, especificamente nas transações que configuram alguma relação creditícia entre as empresas e as instituições do sistema financeiro ou empresas não financeiras, é transformada em número índice (média de 2008 = 100). O indicador é segmentado por região geográfica, setor e porte.

Serasa Experian
A Serasa Experian é líder na América Latina em serviços de informações para apoio na tomada de decisões das empresas. No Brasil, é sinônimo de solução para todas as etapas do ciclo de negócios, desde a prospecção até a cobrança, oferecendo às organizações as melhores ferramentas. Com profundo conhecimento do mercado brasileiro, conjuga a força e a tradição do nome Serasa com a liderança mundial da Experian. Criada em 1968, uniu-se à Experian Company em 2007. Responde on-line/real-time a 4 milhões de consultas por dia, auxiliando 400 mil clientes diretos e indiretos a tomar a melhor decisão em qualquer etapa de negócio. É a maior Autoridade Certificadora do Brasil, provendo todos os tipos de certificados digitais e soluções customizadas para utilização da tecnologia de certificação digital e de Notas Fiscais Eletrônicas (NF-e), tornando os negócios mais seguros, ágeis e rentáveis. Constantemente orientada para soluções inovadoras em informações para crédito, marketing e negócios, a Serasa Experian vem contribuindo para a transformação do mercado de soluções de informação, com a incorporação contínua dos mais avançados recursos de inteligência e tecnologia. www.serasaexperian.com.br

Experian
A Serasa Experian é parte do grupo Experian, líder mundial em serviços de informação, fornecendo dados e ferramentas de análise a clientes em mais de 80 países. A empresa auxilia os clientes no gerenciamento do risco de crédito, prevenção a fraudes, direcionamento de campanhas de marketing e na automatização o processo de tomada de decisão. A Experian também apoia pessoas físicas no gerenciamento de seus relatórios e scores de crédito e na proteção a fraudes de identidade. A Experian plc está registrada na Bolsa de Valores de Londres (EXPN) e compõe o índice FTSE 100. A receita total para o ano fiscal encerrado em 31 de março de 2011 foi de US$ 4,2 bilhões. A empresa emprega cerca de 15.000 pessoas em 41 países e possui sede corporativa em Dublin, na Irlanda e sedes operacionais em Nottingham, no Reino Unido; na Califórnia, Estados Unidos, e em São Paulo, Brasil.
Para mais informações, visite http://www.experianplc.com

  • 2017 Serasa Experian. Todos os direitos reservados.