Últimas Notícias

Notícias

Solução antifraude pode evitar R$ 380 milhões em perdas anuais para financiamento de veículos, revela pesquisa da Serasa Experian

23/03/2011

Estudo da Serasa Experian revela que a adoção de soluções antifraude conseguiria aumentar em até 65% a detecção de tentativas de golpes envolvendo consumidores, no segmento de financiamento de veículos no Brasil, o que representa uma perda evitada de R$ 290 milhões em bases anuais. O valor pode chegar a R$ 380 milhões, se as informações forem compartilhadas entre as instituições do segmento. Para realizar esse estudo, a Serasa Experian analisou uma amostra que representa 35% do segmento.

Segundo levantamento do Banco Central e da Anef (Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras), o volume de novos financiamentos de veículos chegou a  R$ 117,6 bilhões, em 2010. O percentual médio de perdas com fraude é de 0,5%, o que representa R$ 588 milhões ao ano.

A solução antifraude adotada para essa análise foi o Hunter (caçador, em inglês), um produto criado na Inglaterra e que há 20 anos é utilizado por empresas de vários países para diminuir o número de fraudes de subscrição em suas carteiras. No Brasil, o Hunter foi lançado pela Serasa Experian como uma espécie de vacina contra esse tipo de golpe.

O uso de instrumentos para deter as fraudes se torna necessário para a concessão de crédito, pois o mercado de veículos passa por uma boa fase, com projeções de crescimento baseadas na estabilidade da economia local, que favorece a aquisição de automóveis a prazo. Por outro lado, a indústria da falsificação também ganha know-how, aumentando a incidência de fraudes de cadastro. “O melhor momento para combater a fraude é antes de ela ocorrer”, ressalta o Presidente de Decision Analytics para a América Latina da Serasa Experian, Marcelo Kekligian.

 Hunter: estratégias sofisticadas para a identificação de inconsistências cadastrais

O Hunter é uma plataforma que realiza a checagem de dados históricos de propostas de crédito submetidas a uma instituição. A solução utiliza-se de estratégias sofisticadas para a identificação de inconsistências cadastrais, cruzando e comparando informações cadastrais relevantes ao processo de concessão de crédito.

A solução também permite a verificação de informações cadastrais entre várias instituições participantes do Hunter, em sistema de reciprocidade, conhecido como Hunter Nacional, para ampliar a capacidade preditiva da ferramenta. A ferramenta também faz a análise das informações do candidato adicionando outras soluções antifraudes – alertas ou scorings – para ampliar a eficiência de detecção. Desta forma, o Hunter pode evitar R$ 380 milhões.

Por meio do Hunter, as financiadoras também podem monitorar as operações de concessão de crédito do cliente. Isso torna possível a identificação de alterações de perfil e possibilita o ajuste das estratégias para o combate às ações criminosas, mantendo o poder de detecção da solução sempre atualizado.

 Falso positivo e falso negativo

O resultado prático do uso do Hunter pode ser mensurado em números: junto à amostragem de 35% do segmento de financiadoras de veículos auferidos pela Serasa Experian, em média, 50% das operações que seriam chanceladas como positivas pelas ferramentas de análise comuns foram detectadas pelo Hunter como possíveis fraudes, o que evita prejuízos reais às companhias. “Vale ressaltar que em outros segmentos de concessão de crédito, a capacidade preditiva do Hunter amplia o número total de operações fraudulentas identificadas em índices superiores a 60%”, afirma Kekligian.

O olho clínico do Hunter consegue afastar outro problema comum enfrentado pelas financiadoras: o First Payment Default, quando o financiamento é aprovado, mas o proponente não paga as primeiras parcelas de um financiamento. “Um efeito colateral positivo do Hunter em ações nessa área é que as empresas conseguem reduzir a inadimplência média observada em suas carteiras de financiamento”, diz Kekligian. “A reincidência desse tipo de procedimento analisado pelo Hunter mostra que não estamos diante de um simples inadimplente, mas sim de um contraventor agindo para não ser pego em suas próximas práticas criminosas.”

Esses não-prejuízos, entre outras vantagens, são traduzidos em lucro real para as companhias e em taxas de juros mais ajustadas aos consumidores.

Outra maneira de diminuir os prejuízos das financiadoras é não afastar os pagadores responsáveis. A utilização do Hunter permite que bons clientes tenham seu crédito aprovado mais rapidamente, fazendo com que apenas as propostas inconsistentes gerem checagens extras.

Especificamente no segmento de financiamento de veículos, a rapidez para a concessão do crédito é uma necessidade comercial. “Trata-se de um mercado ágil, com ofertas diferentes por parte das empresas. Por isso, uma resposta em tempo real gera vantagens a esse consumidor, que pode optar por determinada companhia em detrimento daquelas que fazem longos processos de checagem de dados”, afirma o executivo da Serasa Experian.

Ainda segundo Kekligian, outro ponto relevante é que o uso do Hunter gera economias operacionais, pois o número de pessoas mantidas em uma retaguarda antifraude pode ser muito menor quando se separa o ‘joio do trigo’. “Como em toda a ação do mercado, quando fica fácil separar o bom pagador do golpista, esse primeiro sai ganhando porque terá os benefícios de uma empresa com lastro, que pode lhe oferecer mais vantagens competitivas.” 

Reconhecimento: Solução ganhou o prêmio britânico Queen´s Award

O Hunter é referência mundial em detecção de fraudes. Sua eficácia já foi chancelada pelo prêmio britânico Queen´s Award, em 2006, na categoria inovação, cuja entrega foi feita pessoalmente pela rainha Elizabeth 2ª. Os clientes Hunter no Reino Unido obtiveram uma redução de fraudes de falsidade ideológica em 80% depois do uso da solução, totalizando uma economia de US$ 1,3 bilhões ao ano para as companhias usuárias daquele país.

Criado na Inglaterra em 1991, o Hunter já acumula resultados positivos em 11 países por empresas de vários segmentos, em especial bancos e companhias de cartão de crédito. Na Europa, cerca de 90 empresas clientes Experian trabalham com o Hunter. No mundo são 120 soluções implantadas em diversos setores do mercado.

Serasa Experian

A Serasa Experian é líder na América Latina em serviços de informações para apoio na tomada de decisões das empresas. No Brasil, é sinônimo de solução para todas as etapas do ciclo de negócios, desde a prospecção até a cobrança, oferecendo às organizações as melhores ferramentas. Com profundo conhecimento do mercado brasileiro, conjuga a força e a tradição do nome Serasa com a liderança mundial da Experian. Criada em 1968, uniu-se à Experian Company em 2007. Responde on-line/real-time a 4 milhões de consultas por dia, auxiliando 400 mil clientes diretos e indiretos a tomar a melhor decisão em qualquer etapa de negócio. É a maior Autoridade Certificadora do Brasil, provendo todos os tipos de certificados digitais e soluções customizadas para utilização da tecnologia de certificação digital e de Notas Fiscais Eletrônicas (NF-e), tornando os negócios mais seguros, ágeis e rentáveis.

Constantemente orientada para soluções inovadoras em informações para crédito, marketing e negócios, a Serasa Experian vem contribuindo para a transformação do mercado de soluções de informação, com a incorporação contínua dos mais avançados recursos de inteligência e tecnologia.

www.serasaexperian.com.br

Experian

A Serasa Experian é parte do grupo Experian, líder mundial em serviços de informação, fornecendo dados e ferramentas de análise a clientes em mais de 90 países. A empresa auxilia os clientes no gerenciamento do risco de crédito, prevenção a fraudes, direcionamento de campanhas de marketing e na automatização o processo de tomada de decisão. A Experian plc também apóia pessoas físicas no gerenciamento de seus relatórios e scores de crédito e na proteção a fraudes de identidade.

A Experian plc está registrada na Bolsa de Valores de Londres (EXPN) e compõe o índice FTSE 100, que é o principal indicador do desempenho médio das cotações da Bolsa de Londres. A receita total para o ano fiscal encerrado em 31 de março de 2010 foi de US$ 3,9 bilhões. A empresa emprega cerca de 15.000 pessoas em 40 países e possui sede corporativa em Dublin, na Irlanda e sedes operacionais em Nottingham, no Reino Unido; em Costa Mesa, na Califórnia e em São Paulo, Brasil.

Para mais informações, visite http://www.experianplc.com

  • 2017 Serasa Experian. Todos os direitos reservados.