Últimas Notícias

Responsabilidade Social

Em Fórum da Serasa Experian, especialista revela disparidades na empregabilidade de pessoas com deficiência nos EUA

04/03/2011

A palestrante internacional do 24º Fórum Serasa Experian de Empregabilidade de Pessoas com Deficiência, Susanne Bruyère, diretora do Employment and Disability Institute, órgão ligado à Cornell University de Nova York, revelou disparidades existentes na inclusão profissional dos norte-americanos com deficiência. “Os salários ainda são bastante defasados, assim como o número de postos de trabalho adaptados”, revelou. O fórum realizado na quinta-feira, 3 de março, contou, em sua abertura, com a presença da secretária dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Estado de S. Paulo, Linamara Rizzo Battistella, e  teve transmissão web pelo Portal Terra.

O Employment and Disability Institute é responsável por conduzir pesquisas, prover educação continuada e assistência técnica na inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho. E parte do trabalho de Susanne Bruyère é buscar diálogo com os empregadores norte-americanos. “Se passarmos as informações corretas, eles vão fazer a coisa certa”, afirmou.

A pesquisadora revelou que um ambiente de trabalho inclusivo e uma liderança preparada eleva a autoestima e a produtividade da pessoa com deficiência. “Quando isso não ocorre, muitos procuram a Justiça nos Estados Unidos por se sentirem descriminados. Muitas vezes, essa busca pelos direitos acarreta em retaliação por parte da empresa”. Dentre todos os grupos minoritários, o das pessoas com deficiência é o que mais procura a justiça norte-americana.

Susanne, porém, conta que nem sempre é possível afirmar se houve ou não discriminação. “Muitas pessoas se queixam que foram preteridas na entrevista de emprego por terem deficiência, e isso é algo difícil de comprovarmos”. Ao contrário da legislação brasileira, que obriga as empresas com mais de 100 profissionais a contratarem pessoas com deficiência, a norte-americana proíbe a discriminação, mas não obriga à contratação dessas pessoas.

A especialista ainda revelou que os gastos para se adequar o posto de trabalho para receber um profissional com deficiência são menores do que pode parecer. “56% dos empregadores reportam que as adaptações não têm custo e o restante diz que custam menos de US$ 600,00. É muito mais barato que desligar o profissional com deficiência, pagar os encargos a ele, e contratar uma pessoa que não conhece a empresa.”

Realidade brasileira

Para falar sobre a realidade brasileira, palestraram no 24º Fórum os professores José  Pastore, professor de Relações do Trabalho da Fundação Instituto de Administração da Universidade de São Paulo, e  Hélio Zylberstajn, presidente da Associação Instituto Brasileiro de Relações de Emprego e Trabalho – IBRET. Ambos reconheceram que o país tem feito grandes avanços na empregabilidade, embora ainda haja muito por fazer. “Se a frequência de pessoas com deficiência é entre 10 e 12% da população, temos apenas 0,7% de pessoas com deficiência empregadas no Brasil, considerando dados da RAIS (Relatório Anual de Informações Sociais). Significa que o mercado de trabalho está muito longe de absorver essa mão-de-obra”, analisou Zylberstajn.

José Pastore, por sua vez, pioneiro nas pesquisas sobre inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho, defendeu o sistema de cotas para evitar a descriminação no momento da contratação. “O sistema de cotas é imprescindível, mas precisa ser aperfeiçoado. Por que não incluirmos as micro e pequenas empresas na lei?”, sugeriu.

O objetivo dos Fóruns Serasa Experian de Empregabilidade de Pessoas com Deficiência é promover a troca de experiências e fazer com que esses encontros se traduzam numa ferramenta eficaz de responsabilidade social, para o crescimento da empregabilidade das pessoas com deficiência no País. Os desafios da inclusão dessas pessoas no mercado de trabalho vêm sendo constantemente discutidos nesses fóruns.

Nos links abaixo estão disponíveis as apresentações dos palestrantes do 24º Fórum.

http://www.serasaexperian.com.brhttp://serasaexperian-serasaconsumidor-prod.s3.amazonaws.com/noticias/apresentacoes/Serasa(3-3-11)Final.zip

http://www.serasaexperian.com.brhttp://serasaexperian-serasaconsumidor-prod.s3.amazonaws.com/noticias/apresentacoes/ZYLBERSTAJN_24o._SERASA_EXPERIAN.zip

Serasa Experian

A Serasa Experian é líder na América Latina em serviços de informações para apoio na tomada de decisões das empresas. No Brasil, é sinônimo de solução para todas as etapas do ciclo de negócios, desde a prospecção até a cobrança, oferecendo às organizações as melhores ferramentas. Com profundo conhecimento do mercado brasileiro, conjuga a força e a tradição do nome Serasa com a liderança mundial da Experian. Criada em 1968, uniu-se à Experian Company em 2007. Responde on-line/real-time a 4 milhões de consultas por dia, auxiliando 400 mil clientes diretos e indiretos a tomar a melhor decisão em qualquer etapa de negócio. É a maior Autoridade Certificadora do Brasil, provendo todos os tipos de certificados digitais e soluções customizadas para utilização da tecnologia de certificação digital e de Notas Fiscais Eletrônicas (NF-e), tornando os negócios mais seguros, ágeis e rentáveis.

Constantemente orientada para soluções inovadoras em informações para crédito, marketing e negócios, a Serasa Experian vem contribuindo para a transformação do mercado de soluções de informação, com a incorporação contínua dos mais avançados recursos de inteligência e tecnologia.

www.serasaexperian.com.br

Experian

A Serasa Experian é parte do grupo Experian, líder mundial em serviços de informação, fornecendo dados e ferramentas de análise a clientes em mais de 90 países. A empresa auxilia os clientes no gerenciamento do risco de crédito, prevenção a fraudes, direcionamento de campanhas de marketing e na automatização o processo de tomada de decisão. A Experian plc também apóia pessoas físicas no gerenciamento de seus relatórios e scores de crédito e na proteção a fraudes de identidade.

A Experian plc está registrada na Bolsa de Valores de Londres (EXPN) e compõe o índice FTSE 100, que é o principal indicador do desempenho médio das cotações da Bolsa de Londres. A receita total para o ano fiscal encerrado em 31 de março de 2010 foi de US$ 3,9 bilhões. A empresa emprega cerca de 15.000 pessoas em 40 países e possui sede corporativa em Dublin, na Irlanda e sedes operacionais em Nottingham, no Reino Unido; em Costa Mesa, na Califórnia e em São Paulo, Brasil.

Para mais informações, visite http://www.experianplc.com

  • 2017 Serasa Experian. Todos os direitos reservados.