Últimas Notícias

Inadimplência das Empresas

Inadimplência das empresas é a maior desde 2001

29/01/2010

Com real forte, recessão e baixo crescimento das economias globais, exportadoras sentiram mais os efeitos da crise

 A forte volatilidade dos mercados, provocada pela crise financeira internacional, atingiu, sensivelmente, as finanças das empresas brasileiras em 2009. Como resultado, a inadimplência das pessoas jurídicas cresceu 18,8% no ano passado, quando comparado com 2008. Foi o maior percentual de crescimento desde 2001, conforme revela o Indicador Serasa Experian de Inadimplência das Empresas.

A aversão ao risco, diante de um cenário de incertezas, determinou uma liquidez reduzida aos negócios, em razão da menor oferta de crédito e da falta de opção de financiamento no mercado, apontam os economistas da Serasa Experian. Neste contexto, as empresas tiveram que empreender ajustes internos, tal como o enxugamento da folha de pagamento e o adiamento dos investimentos, que são demandantes de recursos de terceiros.

 As exportadoras, por sua vez, foram as que mais sofreram com a crise. A recessão e baixo crescimento das principais economias globais, juntamente com a valorização do real, afetaram diretamente seus negócios.

Opostamente à rápida recuperação do crédito ao consumidor em 2009, a oferta de recursos às empresas terminou o ano com evolução gradual. Para 2010, a perspectiva dos economistas da Serasa Experian é que o crédito às empresas cresça num ritmo mais acentuado do que o do consumidor, com inadimplência em queda por todo o 1º semestre.

Em 2009, o ranking de representatividade da inadimplência das empresas foi liderado pelos títulos protestados, com 41,5% de participação no indicador. Em 2008, tal percentual foi de 41,7%.

Em seguida estão os cheques sem fundos, que em 2009 representaram 38,6% da inadimplência das pessoas jurídicas. Em 2008, esta participação foi de 39,1%.

Fecham o ranking as dívidas com bancos, com 19,9% de representação em 2009, acima dos 19,2% verificados ao longo de 2008.

Valor médio das dívidas

Em 2009, as dívidas com bancos tiveram um valor médio de R$ 4.569,30, o que resultou em 3,9% de elevação, ante 2008.

Os cheques sem fundos, por sua vez, tiveram em 2009 um valor médio de R$ 1.736,13, com 9,4% de crescimento, quando comparado com 2008.

Por fim, os títulos protestados tiveram, em 2009, um valor médio de R$ 1.679,83, resultando em 26,2% de aumento, comparando-se com 2008.

Metodologia

O Indicador Serasa Experian de Inadimplência das Empresas, por analisar eventos ocorridos em todo o Brasil, reflete o comportamento da inadimplência em âmbito nacional. O indicador considera as variações registradas no número de cheques sem fundos, títulos protestados e dívidas vencidas com instituições financeiras.

Serasa Experian

A Serasa Experian é líder na América Latina em serviços de informações para apoio na tomada de decisões das empresas. No Brasil, é sinônimo de solução para todas as etapas do ciclo de negócios, desde a prospecção até a cobrança, oferecendo às organizações as melhores ferramentas. Com profundo conhecimento do mercado brasileiro, conjuga a força e a tradição do nome Serasa com a liderança mundial da Experian. Criada em 1968, uniu-se à Experian Company em 2007. Respondendo on-line/real-time a 4 milhões de consultas por dia, auxiliando 400 mil clientes diretos e indiretos a tomar a melhor decisão em qualquer etapa de negócio. É a maior Autoridade Certificadora do Brasil, provendo todos os tipos de certificados digitais e soluções customizadas para utilização da tecnologia de certificação digital e de Notas Fiscais Eletrônicas (NF-e), tornando os negócios mais seguros, ágeis e rentáveis.

Constantemente orientada para soluções inovadoras em informações para crédito, marketing e negócios, a Serasa Experian vem contribuindo para a transformação do mercado de soluções de informação, com a incorporação contínua dos mais avançados recursos de inteligência e tecnologia.

www.serasaexperian.com.br

Experian

A Serasa Experian é parte do grupo Experian, líder mundial em serviços de informação, fornecendo dados e ferramentas de análise a clientes em mais de 65 países. A empresa auxilia os clientes no gerenciamento do risco de crédito, prevenção a fraudes, direcionamento de campanhas de marketing e na automatização o processo de tomada de decisão. A Experian plc também apóia pessoas físicas no gerenciamento de seus relatórios e scores de crédito e na proteção a fraudes de identidade.

A Experian plc está registrada na Bolsa de Valores de Londres (EXPN) e compõe o índice FTSE 100, que é o principal indicador do desempenho médio das cotações da Bolsa de Londres. A receita total para o ano fiscal encerrado em 31 de março de 2009 foi de US$ 3,9 bilhões. A empresa emprega cerca de 15.000 pessoas em 40 países e possui sede corporativa em Dublin, na Irlanda e sedes operacionais em Nottingham, no Reino Unido; em Costa Mesa, na Califórnia e em São Paulo, Brasil.

Para mais informações, visite http://www.experianplc.com

  • 2017 Serasa Experian. Todos os direitos reservados.