Últimas Notícias

Inadimplência do Consumidor

Inadimplência registrar o menor índice desde maio de 2007

16/12/2009

Na variação mensal, novembro contra outubro de 2009, o indicador também aponta queda, com registro de 1,8%. Em novembro, os brasileiros receberam a primeira parcela do décimo terceiro salário. Como houve o crescimento do emprego com carteira assinada, esse fato colaborou para o pagamento de dívidas. É necessário lembrar que o penúltimo mês do ano teve um dia útil a menos que outubro.

Já no acumulado do ano, janeiro a novembro 2009/2008, a inadimplência apresenta crescimento de 6,8%. Nessa referência, a inadimplência de 2009 está abaixo da verificada em todo o ano de 2008 (8%). Segundo os técnicos da Serasa Experian, a expectativa é de que a inadimplência do consumidor feche o ano em um patamar ainda menor, e para 2010, a tendência também é de indicadores menores.

Dívidas com os bancos estão na liderança

As dívidas com os bancos lideram o ranking de representatividade da inadimplência do consumidor no país. De janeiro a novembro de 2009, representaram 44,8%, no indicador. No mesmo período do ano anterior este percentual era de 43,1%.

Em seguida estão as dívidas com cartões de crédito e financeiras, representando 36% de janeiro a novembro deste ano. No acumulado de 2008, a participação da mesma modalidade era de 33,5%.

Em terceiro lugar, aparecem os cheques sem fundos, com 17,3% de representatividade no acumulado até novembro de 2009. No mesmo período de 2008, a participação no indicador era de 21,2%.

Encerram o ranking os títulos protestados, que nos onze primeiros meses do ano representaram 1,9%. De janeiro a novembro do ano passado, este percentual era de 2,2%.

Cresce o valor médio das dívidas com os bancos

De janeiro a novembro de 2009, em comparação com igual período do ano anterior, as dívidas com os bancos apresentaram alta de 0,4%, na média. Os cheques sem fundos e os títulos protestados registraram crescimento de 43,5% e 14,6%, respectivamente. Já as dívidas com cartões de crédito e financeiras tiveram queda de 6,9% (veja tabela abaixo).

Modalidades de Inadimplência

Valor médio das dívidas Jan-Nov / 08

Valor médio das dívidas Jan-Nov/ 09

Percentual

Dívidas com os Bancos

R$ 1.343,82

R$ 1.349,03

0,4%

Cheques sem Fundos

R$ 700,82

R$ 1.005,45

43,5%

Títulos Protestados

R$ 970,09

R$ 1.111,82

14,6%

Cartões de Crédito e Financeiras

R$ 400,21

R$ 372,76

-6,9%

Fonte: Serasa Experian

Metodologia do Indicador

O Indicador Serasa Experian de Inadimplência do Consumidor, por analisar eventos ocorridos em todo o Brasil, reflete o comportamento da inadimplência em âmbito nacional. O indicador considera as variações registradas no número de cheques sem fundos, títulos protestados, dívidas vencidas com instituições financeiras e cartões de crédito e financeiras.

  • 2017 Serasa Experian. Todos os direitos reservados.