Últimas Notícias

Notícias

Indicador Serasa Experian – Crescimento menor do crédito faz inadimplência dos consumidores estabilizar no semestre

16/07/2009

Crescimento menor do crédito faz inadimplência dos consumidores estabilizar no semestre, revela Serasa Experian

Após picos de elevação entre dezembro de 2008 e março de 2009, em decorrência da crise econômica, a inadimplência dos consumidores demonstra sinais de estabilização ao fim do primeiro semestre de 2009. De acordo com o Indicador Serasa Experian de Inadimplência de Pessoa Física, a inadimplência dos brasileiros cresceu 10,4% no período de janeiro a junho deste ano, quando comparada ao mesmo período do ano anterior.

Neste primeiro semestre de 2009 tivemos dois comportamentos distintos da inadimplência dos consumidores. No primeiro trimestre, ainda refletindo com maior intensidade os efeitos da crise financeira internacional, houve um crescimento de 11,4% na inadimplência das pessoas físicas em comparação com o primeiro trimestre de 2008. Já neste segundo trimestre, o crescimento em relação ao segundo trimestre de 2008 recuou para 9,4%, estabilizando-se em relação ao crescimento verificado no ultimo trimestre de 2008, que também foi de 9,4% em relação ao quarto trimestre de 2007.

Para os analistas da Serasa Experian, o menor crescimento do crédito no primeiro semestre, especialmente no seu início, reflete a perda de fôlego da inadimplência dos consumidores. A expectativa dos técnicos é de queda na inadimplência, a partir de agora, em decorrência das melhores condições da atividade econômica e do emprego.

Já na variação mensal – junho de 2009 sobre maio último –, a inadimplência do consumidor caiu 2,1%, apesar do sexto mês do ano ter tido um dia útil a mais que o mês anterior. Na análise anual (junho de 2009 ante junho de 2008), a inadimplência das pessoas físicas apresentou uma elevação de 11%.

No primeiro semestre de 2009, o ranking de representatividade da inadimplência dos consumidores foi liderado pelas dívidas com bancos, com 43,9% de participação no indicador. No acumulado de janeiro a junho de 2008, esta representação foi de 43,2%.

Em seguida, estão as dívidas com cartões de crédito e financeiras, que representaram 36,8% da inadimplência das pessoas físicas nos seis primeiros meses deste ano. Em 2008, no primeiro semestre, tal participação foi de 32%.

Os cheques sem fundos aparecem na terceira colocação do ranking, com 17,5% de participação no período de janeiro a junho de 2009, abaixo dos 22,5% verificados no primeiro semestre do ano anterior.

Fecham o ranking os títulos protestados, que nos seis primeiros meses de 2009 tiveram uma representatividade de 1,9%. No acumulado de janeiro a junho de 2008, esta representação foi de 2,3%.

Valor médio das dívidas

No primeiro semestre de 2009, as dívidas com cartões de crédito e financeiras tiveram um valor médio de R$ 378,61, com 9% de queda ante igual período do ano anterior. Quanto às dívidas com bancos, o valor médio obtido nos seis primeiros meses deste ano foi de R$ 1.340,22, o que representou um recuo de 2,6%, na relação sobre o primeiro semestre de 2008.

Os títulos protestados, por sua vez, tiveram no primeiro semestre de 2009 um valor médio de R$ 1.087,05, resultando em 16,7% de elevação sobre o acumulado de janeiro a junho de 2008. Por fim, os cheques sem fundos, nos seis primeiros meses deste ano, registraram um valor médio de R$ 865,08, com 34% de crescimento, na relação com o período de janeiro a junho de 2008.

Metodologia

O Indicador Serasa Experian de Inadimplência de Pessoa Física, por analisar eventos ocorridos em todo o Brasil, reflete o comportamento da inadimplência em âmbito nacional. O modelo estatístico de múltiplas variáveis considera as variações registradas no número de cheques sem fundos, títulos protestados, dívidas vencidas com instituições financeiras e cartões de crédito e financeiras.

A Serasa Experian facilita mais de 4 milhões de negócios por dia, para cerca de 400 mil clientes diretos ou indiretos. Em 2007, a Serasa – criada em 1968 –, uniu-se à Experian Company, líder mundial no mercado de informações, trazendo para o Brasil a experiência de mercados mais maduros. Hoje a nova marca Serasa Experian ampliou a oferta ao mercado brasileiro com modernas e inovadoras ferramentas para apoiar seus clientes em todas as etapas, desde a prospecção até a cobrança.

  • 2017 Serasa Experian. Todos os direitos reservados.