Últimas Notícias

Estudos Econômicos

Cadastro Positivo pode derrubar inadimplência e aumentar crédito

14/07/2009

Simulações inéditas da Serasa Experian atestam também que a introdução do cadastro positivo poderia reduzir as taxas de empréstimos cobradas pelo sistema financeiro para 62% da população que hoje toma crédito no mercado 

Levantamento inédito da Serasa Experian, divulgado hoje, revela que com a implantação do cadastro positivo pode aumentar em 19% o acesso ao crédito incorporando parcelas da população que hoje são rejeitadas pelo sistema financeiro, apesar de possuírem histórico favorável de adimplência. Esta constatação é baseada em simulações utilizando os modelos de score desenvolvidos pela Serasa Experian, consagrados internacionalmente.

O cadastro positivo é uma metodologia moderna de conceder crédito, na qual é analisado todo o histórico de endividamento do cidadão e a forma como ele paga suas dívidas contraídas com os bancos, com as empresas do comércio e as de serviços (luz, água, telefone, gás). Avalia ainda os compromissos assumidos, ainda a vencer, com essas empresas. Portanto, são valorizados os fatos positivos, os pagamentos honrados e não somente as eventuais dívidas não pagas, que hoje no Brasil são superdimensionadas (veja anexa a ilustração “Entenda o Cadastro Positivo”).

O estudo da Serasa Experian aponta ainda queda da inadimplência do consumidor. A empresa adotou a metodologia reconhecida do Banco Mundial, para dimensionar o impacto do cadastro positivo sobre a inadimplência no Brasil. Esse organismo internacional, que tanto incentiva a adoção deste modelo estatístico ao redor do mundo, estima, segundo estudo de 2001/2002, que com o cadastro positivo o decréscimo na inadimplência seria da ordem de 45% em nosso país.

“Apesar de ter sido elaborado entre 2001 e 2002, o estudo do Banco Mundial não perde sua atualidade por conta da metodologia utilizada, baseada nos requisitos fundamentais do cadastro positivo”, afirma o presidente da Serasa Experian, Francisco Valim.

Simulando este parâmetro para os últimos dados do Banco Central, de maio, hoje com o cadastro positivo a inadimplência do consumidor no Brasil cairia de 8,6% para 4,7 % e o spread sairia de 37,4% para 31,1%, percentual verificado em 2007, quando a inadimplência era baixa. Esses dados ilustram o real impacto que o cadastro positivo pode trazer para o Brasil, um crédito mais barato, mais acessível e com melhor qualidade. Dados do Banco Mundial partem do princípio de um compartilhamento integral de informações entre todos os setores econômicos.

As simulações da Serasa Experian atestam também que a introdução do cadastro positivo poderia reduzir as taxas de empréstimos cobradas pelo sistema financeiro para 62% da população que hoje toma crédito no mercado.

Os números foram divulgados hoje no primeiro encontro com jornalistas promovido pela Serasa Experian em sua sede, para esclarecimento de conceitos, funcionalidades e operacionalização do cadastro positivo.

O evento, com a participação do presidente da Serasa Experian, Francisco Valim, e com o presidente da Unidade de Negócios Pessoa Física da Serasa Experian, Ricardo Loureiro, foi uma oportunidade para os jornalistas ampliarem seu entendimento do que significa o cadastro positivo, como pode funcionar e para o esclarecimento de dúvidas.

“Os resultados apurados pela simulação, no Brasil, da metodologia do Banco Mundial ratificam que a Serasa Experian está no caminho certo. O cadastro positivo é a solução para melhorar a qualidade do crédito no país e ampliar sua acessibilidade,” afirmou Ricardo Loureiro, presidente da Unidade de Negócios Pessoa Física.

 

Valim destacou que “neste ambiente de crise global, de ruptura da confiança nos mercados, o Brasil precisa se antecipar e se preparar para o pós-crise, com um mercado diferenciado nesse atributo (confiança). O momento é este para a implantação do cadastro positivo e contar com tudo que propicia em benefício de toda a sociedade. Somente dessa maneira o país pode se consolidar como atração de investimentos internacionais e ter crescimento sustentado.”

Serasa Experian

A Experian é líder global no mercado de informações, atuante em mais de 65 países de todos os continentes. Adquiriu o controle acionário da Serasa em junho de 2007. A partir da consumação do negócio, as duas empresas integraram pessoas, expertises, soluções e agora apresentam uma marca que representa uma identidade única. Uma, já tinha amplo e profundo conhecimento do mercado brasileiro; a outra, veio com experiência de atuação em mercados mais maduros. Hoje, a Serasa Experian oferece as mais modernas e inovadoras soluções de informação para apoiar validação de dados, decisões de crédito e de marketing direto, a empresas de todos os segmentos da economia, e de todos os portes.

Os 400 mil clientes da Serasa Experian, que demandam cerca de 4 milhões de consultas por dia, em todo o Brasil, para realizar seus negócios com segurança, contam, mais do que nunca, com a tradição, o pioneirismo e a sólida credibilidade da maior empresa do mercado de soluções de informações da América Latina.

A Serasa Experian reafirma o seu compromisso de gestão comprometida com a máxima qualidade para seus 2.600 profissionais, seus clientes, seus acionistas, seus fornecedores e a sociedade, promovendo o desenvolvimento sustentável.

  • 2017 Serasa Experian. Todos os direitos reservados.