Últimas Notícias

Estudos de Inadimplência

Inadimplência do consumidor tem alta em abril, mas reduz ritmo

15/05/2009

No acumulado de janeiro a abril de 2009, o Indicador
Serasa Experian de Inadimplência de Pessoa Física
apontou uma elevação de
10,8% na inadimplência dos consumidores, na comparação com o primeiro
quadrimestre de 2008. A alta também é observada na variação anual (abril de
2009 sobre abril de 2008), com 8,9% de aumento.

Apesar das elevações, os técnicos da Serasa Experian
apontam que tais crescimentos são menores que os observados em março último. No
primeiro trimestre de 2009, na relação com o mesmo período de 2008, a alta foi
de 11,4%, enquanto na variação de março de 2009 sobre março de 2008, o avanço
foi de 16,6%. Contudo, apura-se que a inadimplência do consumidor está
crescendo, porém em ritmo inferior ao registrado nesse início de
2009.

Para os analistas, o principal fato que ainda pressiona a inadimplência de maneira
determinante é o desemprego em elevação, como consequência da crise financeira
global e da menor atividade econômica doméstica. Além disso, o maior
endividamento de parte da população, sobretudo no longo prazo, e a utilização
intensiva do cheque especial e do rotativo do cartão de crédito, criam
problemas no equilíbrio do orçamento doméstico.

Já na relação de abril de 2009 sobre
março, o indicador apontou uma queda de 9,5% na inadimplência das pessoas
físicas. Foi o maior recuo registrado desde junho de 2006. No entanto, os
especialistas atribuem a queda ao efeito calendário (foram
20 dias úteis em abril, contra 22 em março). Os técnicos ressaltam, ainda, que o mês de abril marca o fim do período mais crítico de despesas para o
consumidor (IPTU, IPVA e despesas escolares). 

 

Nos quatro primeiros meses de 2009, o
ranking da inadimplência das pessoas físicas foi liderado pelas dívidas com os
bancos, com 43,5% de participação no indicador. No mesmo período do ano
anterior, esta representação foi de 43,1%.

 

Na segunda colocação do ranking, estão
as dívidas com cartões de crédito e financeiras, que no primeiro quadrimestre
de 2009 representaram 37,1% da inadimplência dos consumidores. De janeiro a
abril de 2008, tal participação foi de 31,5%.

 

Em seguida aparecem os cheques
devolvidos, com 17,5% de representação no indicador, nos quatro primeiros meses
deste ano. Em 2008, em igual período, este percentual foi de 23,1%.

 

Fecham o ranking os títulos
protestados, que de janeiro a abril de 2009 tiveram uma representatividade de
1,9%, abaixo dos 2,3% obtidos no mesmo acumulado do ano
anterior.   

 

Valor médio das dívidas

 

Nos quatro primeiros meses de 2009, o
valor médio das dívidas com cartões de crédito e financeiras foi de R$ 374,91,
o que resultou em 13,5% de queda, ante o mesmo período de 2008.

 

Quanto às dívidas com os bancos, o
valor médio obtido de janeiro a abril deste ano foi de R$ 1.333,15, com um
recuo de 2,4%, na comparação com o primeiro quadrimestre de 2008.

 

Os títulos protestados, por sua vez,
registraram um valor médio de R$ 1.042,81 nos quatro primeiros meses de 2009,
representando assim um aumento de 14% sobre o mesmo acumulado do ano
anterior.

 

Por fim, os cheques sem fundos, de
janeiro a abril de 2009 registraram um valor médio de R$ 844,69, resultando em
32,6% de crescimento, se comparado com igual período de 2008.

 

Metodologia

 

O Indicador Serasa Experian de
Inadimplência de Pessoa Física
, por analisar eventos ocorridos em todo o
Brasil, reflete o comportamento da inadimplência em âmbito nacional. O modelo
estatístico de múltiplas variáveis considera as variações registradas no número
de cheques sem fundos, títulos protestados, dívidas vencidas com instituições
financeiras e cartões de crédito e financeiras.

 

A Serasa Experian facilita mais de 4
milhões de negócios por dia, para cerca de 400 mil clientes diretos ou
indiretos. Em 2007, a Serasa – criada em 1968 -, uniu-se à Experian Company,
líder mundial no mercado de informações, trazendo para o Brasil a experiência
de mercados mais maduros. Hoje a nova marca Serasa Experian ampliou a oferta ao
mercado brasileiro com modernas e inovadoras ferramentas para apoiar seus
clientes em todas as etapas, desde a prospecção até a cobrança.

  • 2017 Serasa Experian. Todos os direitos reservados.