Últimas Notícias

Estudos Econômicos

Indústria puxa a recuperação da demanda por crédito

14/05/2009

O Indicador Serasa Experian de Demanda das Empresas por
Crédito registrou, em abril, elevação de 5,2% na procura por crédito em todo o
Brasil em relação ao mês anterior (março/09). No acumulado dos primeiros quatro
meses de 2009, o recuo é de 8,4% em relação ao primeiro quadrimestre de 2008.
Comparativamente ao mesmo mês do ano passado (abril de 2008), o recuo na
demanda das empresas por crédito foi de 13,0%.

A região que apresentou o maior
crescimento na demanda das empresas por crédito em abril foi a Norte (alta de
18,5% em relação a março/09), seguida pela região Sudeste (elevação de 7,1%).
As demais regiões também registraram elevação em abril, porém em escala bem
menor: Sul (3,0%), Centro-Oeste (0,9%) e Nordeste (0,1%). A redução do IPI para
motocicletas e para os produtos eletrodomésticos estão entre os fatores que
explicam a elevação da demanda por crédito das empresas em abril tendo em vista
a presença da atividade industrial destes dois setores, especialmente no Norte
e no Sudeste.

Na classificação por porte, as micro e
pequenas empresas mostraram boa recuperação em abril, elevando em 5,6% a sua
demanda por crédito, na comparação com o mês anterior (março/09). Contudo, tal
movimento não foi suficiente para tirar deste segmento a liderança na queda da
demanda por crédito acumulada nos primeiros quatro meses de 2009 em relação ao
mesmo período do ano passado: MPE (-8,7%), Médias Empresas (-4,4%) e Grandes
Empresas (-1,2%).

Na análise por setor, a Indústria
(influenciada pelas recentes reduções de carga tributária) foi o principal
destaque na elevação da demanda por crédito das empresas em abril, registrando
crescimento de 7,8% em relação ao mês anterior (março de 2009). O Comércio, já
também sentido os desdobramentos positivos da redução dos tributos na esfera
industrial, avançou 5,6% no mês passado e o setor de Serviços cresceu, em
abril, 3,9% a sua demanda por crédito.

No acumulado do primeiro quadrimestre,
a queda da demanda por crédito está bem equilibrada entre os diversos setores –
Indústria (-8,6%), Comércio (-8,5%) e Serviços (-8,4%) – sinalizando que os
impactos da crise financeira internacional, sobretudo seus desdobramentos no
âmbito do mercado de crédito atingiu, praticamente todos os setores econômicos,
sem muita diferenciação.

  • 2017 Serasa Experian. Todos os direitos reservados.