Últimas Notícias

Estudos de Inadimplência

Inadimplência com cheques registra alta de 1,5% em 2008, revela indicador da Serasa Experian

21/01/2009

O volume de cheques devolvidos (2ª devolução) a cada mil
compensados aumentou 1,5% em 2008 na comparação com 2007. De acordo com
o
Indicador Serasa Experian de Cheques sem
Fundos
, foram devolvidos 19,8 cheques sem fundos a
cada mil compensados de janeiro a dezembro de 2008.
O
índice é o segundo maior desde 1994, quando começou o levantamento, perdendo
apenas para o volume de cheques devolvidos a cada mil compensados em 2006, que
foi de 20,7.

 

Nos doze meses de 2007, houve 19,5
cheques devolvidos por mil compensados em todo o país.

 

Segundo o indicador, em 2008 os
cheques compensados totalizaram 1,40 bilhão e
27,65 milhões de cheques foram devolvidos
por falta de fundos. Já em 2007, os cheques compensados somaram 1,53 bilhão e
os devolvidos foram 29,93 milhões.

 

A inadimplência com cheques também
cresceu na relação dezembro de 2008 com dezembro de 2007. A evolução no período
foi de 8%. No último mês de 2008, houve 20,2 cheques devolvidos a cada mil
compensados e em dezembro de 2007, foram devolvidos, por falta de fundos, 18,7
cheques por mil compensados.

 

Os cheques compensados totalizaram
122,82 milhões em dezembro de 2008, sendo que 2,48 milhões foram devolvidos por
insuficiência de fundos. No décimo segundo mês de 2007, o total de cheques
compensados também foi de 122,82 milhões e o de devolvidos, 2,30
milhões.

 

Já na variação
mensal (dezembro de 2008 sobre novembro último)
os
cheques devolvidos a cada mil compensados caíram 6,5%. Em novembro de 2008,
foram devolvidos 21,6
cheques por mil compensados. No
décimo primeiro mês
, foram compensados 105,44 milhões de cheques e devolvidos, 2,28
milhões
.

 

Análise

 

Para os técnicos da Serasa Experian, o
aumento de 1,5% na inadimplência com cheques, na comparação 2008 com 2007,
apesar de inferior a outras formas de pagamento/financiamento (cheques
pré-datados), também refletiu os efeitos da conjuntura e da situação de parte
dos consumidores, mais endividados.

 

O aprofundamento da crise financeira
internacional culminou na redução de recursos disponíveis para empréstimos, no
encurtamento dos prazos de pagamento e no critério mais conservador para
concessão de crédito. Na relação dezembro 2008/2007, que tem uma evolução de
8%, ficam mais evidentes os impactos do evento global.

 

Na relação mensal, dezembro sobre
novembro, a queda de 6,5% foi conseqüência da utilização do cheque pré-datado
nas compras do Dia das Crianças, cuja devolução por falta de fundos engrossou
as estatísticas de novembro.

 

Nos Estados brasileiros

 

*Veja abaixo o ranking de cheques
devolvidos a cada mil compensados em 2008, por Estado.

 

 

ESTADOS/REGIÕES

JAN – DEZ 2008

1

RORAIMA

79,7

2

MARANHÃO

73,3

3

ACRE

70,5

4

AMAPÁ

69,9

5

TOCANTINS

58,9

6

SERGIPE

55,0

7

RIO GRANDE DO NORTE

53,6

8

ALAGOAS

52,5

9

PARAÍBA

52,3

10

PIAUÍ

48,2

11

PARÁ

44,4

12

MATO GROSSO

38,1

13

BAHIA

31,9

13

RONDÔNIA

31,9

14

AMAZONAS

29,0

15

CEARÁ

28,5

16

DISTRITO FEDERAL

28,0

17

GOIÁS

23,3

18

ESPÍRITO SANTO

22,8

19

PERNAMBUCO

21,6

20

RIO GRANDE DO SUL

20,1

 

BRASIL

19,8

21

RIO DE JANEIRO

18,5

22

MINAS GERAIS

18,1

22

SANTA CATARINA

18,1

23

PARANÁ

17,0

24

MATO GROSSO DO SUL

16,8

25

SÃO PAULO

15,3

 

1

REGIÃO NORTE

43,0

2

REGIÃO NORDESTE

34,3

3

REGIÃO CENTRO-OESTE

25,2

4

REGIÃO SUL

18,4

5

REGIÃO SUDESTE

16,6

 

 

  • 2017 Serasa Experian. Todos os direitos reservados.