Últimas Notícias

Estudos de Inadimplência

Inadimplência com cheques registra o maior índice do ano em novembro, revela Serasa Experian

17/12/2008

Segundo o Indicador
Serasa
Experian de Cheques sem Fundos, em novembro de
2008 foram devolvidos 21,6 cheques sem fundos a cada mil compensados. O índice
é o maior registrado em 2008, superando o recorde de maio, que teve 21,2
cheques devolvidos por mil compensados. Houve um aumento de 12,5% no volume de
cheques devolvidos a cada mil compensados na relação entre novembro de 2008 e
novembro de 2007, quando foram devolvidos 19,2 cheques por mil
compensados.

De acordo com o indicador, em novembro de 2008 houve 105,44 milhões de cheques compensados
e
2,28 milhões devolvidos por
falta de fundos. Em
novembro de
2007, os cheques compensados somaram
123,91
milhões e os devolvidos foram 2,38 milhões.

A inadimplência com cheques também cresceu no acumulado do
ano. De janeiro a novembro de 2008, houve um aumento de 1% no volume de cheques
devolvidos a cada mil compensados em relação ao mesmo período de 2007. Até
novembro de 2008, foram devolvidos 19,8 cheques sem fundos por mil compensados,
enquanto nos onze meses de 2007, foram 19,6.

Os cheques compensados totalizaram 1,27 bilhão de janeiro a
novembro deste ano, sendo que 25,17 milhões foram devolvidos por insuficiência
de fundos, no período. Nos onze meses de 2007, o total de cheques compensados
foi de 1,41 bilhão e o de devolvidos, 27,63 milhões.

Já na variação mensal (novembro de
2008 contra
outubro último) os cheques devolvidos a cada mil
compensados cresceram
7,5%. Em
outubro deste ano, foram devolvidos 20
,1 cheques por
mil compensados. No décimo mês
, foram
compensados
118,56 milhões de
cheques e devolvidos,
2,39 milhões.

Análise

Para os técnicos da Serasa Experian, a inadimplência com
cheques devolvidos por falta de fundos está em alta. Novembro carrega a
sazonalidade dos indicadores de inadimplência, maiores no último trimestre por
conta do descontrole no uso dos cheques pré-datados nas compras do Dia das
Crianças.

De forma inédita, este mês superou o recorde de maio, no
volume de cheques devolvidos a cada mil compensados, devido às questões
conjunturais: juros mais altos e menor oferta de crédito – efeitos da crise
global -, aliados ao maior endividamento de parte da população. Esses fatores
justificam todos os crescimentos na inadimplência com cheques nas comparações
temporais observadas.

Na avaliação mensal, novembro ante outubro, a inadimplência
com cheques apresentou um acréscimo de 7,5%. Cabe destacar que, mesmo com 3
dias úteis a menos que o mês anterior, novembro registrou um significativo
aumento da inadimplência. Na comparação novembro 2008/2007, o crescimento foi
de 12,5%.

No acumulado do ano a elevação da inadimplência é
pequena
, de 1%. Esta variação
foi atenuada pela maior devolução de cheques por falta de fundos no primeiro
semestre de 2007, que carregou o resultado do aperto monetário no ano anterior
(2006), e caracterizou uma base elevada de comparação.

Este indicador, no entanto, não define tendência para
dezembro, pois ainda não são captados os efeitos do 13º salário na
regularização de dívidas, por parte dos inadimplentes.

Nos Estados brasileiros

*Veja abaixo o ranking de cheques devolvidos a cada mil
compensados nos onze meses de 2008, por Estado.

 

 

 

 

 

 

 

 

ESTADOS/REGIÕES

JAN – NOV 2008

1

RORAIMA

79,2

2

MARANHÃO

71,8

3

ACRE

68,8

4

AMAPÁ

68,1

5

TOCANTINS

58,7

6

SERGIPE

54,9

7

RIO GRANDE DO NORTE

53,3

8

ALAGOAS

52,6

9

PARAÍBA

52,1

10

PIAUÍ

47,4

11

PARÁ

44,4

12

MATO GROSSO

38,2

13

BAHIA

32,0

14

RONDÔNIA

31,3

15

AMAZONAS

29,2

16

CEARÁ

28,4

17

DISTRITO FEDERAL

27,8

18

GOIÁS

22,9

19

ESPÍRITO SANTO

22,8

20

PERNAMBUCO

21,7

21

RIO GRANDE DO SUL

20,0

 

BRASIL

19,8

22

RIO DE JANEIRO

18,6

23

MINAS GERAIS

18,1

23

SANTA CATARINA

18,1

24

PARANÁ

16,9

25

MATO GROSSO DO SUL

16,5

26

SÃO PAULO

15,3

 

 

 

1

REGIÃO NORTE

42,8

2

REGIÃO NORDESTE

34,3

3

REGIÃO CENTRO-OESTE

24,9

4

REGIÃO SUL

18,4

5

REGIÃO SUDESTE

16,5

  • 2017 Serasa Experian. Todos os direitos reservados.