Últimas Notícias

Estudos de Inadimplência

Inadimplência com cheques cai 1% até julho, revela indicador da Serasa

20/08/2008

O volume de cheques devolvidos, por falta de fundos, a cada mil compensados
recuou 1% na relação do acumulado dos sete primeiros meses de 2008 com o mesmo
período de 2007, em todo o país. O Indicador Serasa de Cheques sem Fundos
apontou que, de janeiro a julho deste ano, foram devolvidos 20,0 cheques por
mil compensados, enquanto no acumulado até julho do ano passado houve 20,2
cheques devolvidos a cada mil compensados.

Nos primeiros sete meses do ano, 820,20 milhões de cheques foram compensados
em todo o país, e 16,38 milhões foram devolvidos por falta de fundos. No mesmo
período de 2007, houve 908,06 milhões de cheques compensados e 18,37 milhões de
devolvidos.

Já na comparação de julho de 2008 com julho de 2007, de acordo com o
indicador da Serasa, uma empresa do grupo Experian, houve um aumento de 4,2% no
volume de cheques devolvidos a cada mil compensados. Em julho deste ano, foram
devolvidos 19,9 cheques, por insuficiência de fundos, a cada mil compensados,
contra 19,1 cheques devolvidos por mil compensados em julho de 2007.

Os cheques compensados no sétimo mês deste ano totalizaram 118,50 milhões e
os devolvidos foram 2,36 milhões no mês. Em julho de 2007, houve um total de
131,68 milhões de cheques compensados e de 2,52 milhões de cheques devolvidos
por falta de fundos, no país.

Na variação mensal (julho de 2008 sobre junho de 2008) a alta na quantidade
de cheques sem fundos a cada mil compensados foi de 7,6%. Em junho de 2008,
foram registrados 18,5 cheques devolvidos a cada mil compensados. No mês, os
cheques compensados totalizaram 114,78 milhões e os devolvidos, 2,13
milhões.

Análise

A queda na inadimplência com cheques na relação entre os acumulados
2008/2007 vem perdendo fôlego nos últimos meses. A relação atual, janeiro a
julho 2008/2007, apresentou queda de 1%. Na comparação anterior, janeiro a
junho 2008/2007 o recuo foi de 2%.

Quando analisada a comparação julho de 2008 com igual mês de 2007, houve
elevação (4,2%) na inadimplência com cheques sem fundos, o que não ocorria
desde abril deste ano, sempre em relação a igual período de 2007.

Os técnicos da Serasa afirmam que a inflação, o aumento dos juros, o maior
endividamento do consumidor e as despesas de férias estão pressionado a
inadimplência com cheques neste momento. Porém, ainda não é possível afirmar
uma tendência em relação ao aumento da inadimplência com cheques neste 2º
semestre.

O crescimento da inadimplência com cheques de 7,6%, na relação julho/junho
2008, deveu-se ao maior número de dias úteis no sétimo mês do ano e aos gastos
maiores nas férias.

Nos Estados brasileiros

*Ranking de cheques devolvidos a cada mil compensados, nos primeiros sete
meses de 2008, por Estado.

ESTADOS/REGIÕES JAN/JUL 2008

1 RORAIMA 84,1
2 MARANHÃO 68,4
3 ACRE 65,9
4 AMAPÁ 58,0
5 TOCANTINS 57,7
6 SERGIPE 52,6
7 RIO GRANDE DO NORTE 51,3
8 ALAGOAS 51,2
9 PARAÍBA 49,7
10 PIAUÍ 44,3
11 PARÁ 44,2
12 MATO GROSSO 37,5
13 BAHIA 32,1
14 RONDÔNIA 30,9
15 AMAZONAS 30,0
16 CEARÁ 28,0
17 DISTRITO FEDERAL 27,4
18 ESPÍRITO SANTO 23,2
19 GOIÁS 22,6
20 PERNAMBUCO 21,5
21 RIO GRANDE DO SUL 20,3
22 RIO DE JANEIRO 19,2
23 MINAS GERAIS 18,5
24 SANTA CATARINA 18,3
25 PARANÁ 17,1
26 MATO GROSSO DO SUL 17,0
27 SÃO PAULO 15,6

1 REGIÃO NORTE 42,4
2 REGIÃO NORDESTE 33,8
3 REGIÃO CENTRO-OESTE 24,7
4 REGIÃO SUL 18,5
5 REGIÃO SUDESTE 16,9

  • 2017 Serasa Experian. Todos os direitos reservados.