Últimas Notícias

Estudos de Inadimplência

Falências decretadas caem 37,8% até julho, aponta Serasa

06/08/2008

No acumulado de janeiro a julho de 2008, o Indicador Serasa de Falências e
Recuperações apontou queda de 37,8% no número de falências decretadas, quando
comparado com o mesmo período de 2007. Segundo o levantamento da Serasa, uma
empresa do grupo Experian, até julho deste ano houve 559 falências decretadas,
contra 899, de janeiro a julho do ano anterior.

Também em baixa, as falências requeridas, de janeiro a julho de 2008,
somaram 1.353 eventos, menos que os 1.729 pedidos verificados até julho de
2007, resultando em queda de 21,7% na relação entre os dois períodos.

Quanto às recuperações judiciais requeridas, houve 5,4% de recuo no período
de janeiro a julho de 2008, na relação com o mesmo acumulado de 2007, com 159
pedidos até julho deste ano, abaixo dos 168 requerimentos obtidos nos sete
primeiros meses do ano passado.

As recuperações judiciais deferidas, de janeiro a julho de 2008, somaram 108
eventos, com diminuição de 12,2% na comparação com o mesmo acumulado do ano
anterior, quando houve 123 deferimentos.

As recuperações judiciais concedidas, por sua vez, registraram 8 eventos no
período de janeiro a julho deste ano, dois a menos que as 10 concessões
ocorridas de janeiro a julho de 2007, o que representou um recuo de 20%.

Quanto às recuperações extrajudiciais requeridas, foram 5 de janeiro a julho
de 2008, mesmo número de requerimentos registrados até julho de 2007. Houve
ainda, tanto no acumulado de janeiro a julho de 2008, como no mesmo período de
2007, 1 homologação de recuperação extrajudicial.

Em julho

Na variação mensal, entre julho de 2008 e julho de 2007, houve queda de
20,1% no número de falências requeridas, com 183 pedidos em julho deste ano,
ante 229 requerimentos registrados no sétimo mês do ano anterior.

A queda é acompanhada pelas falências decretadas, que em julho deste ano
somaram 77 eventos. Em julho de 2007, houve 133 falências decretadas,
resultando em 42,1% de recuo no período.

Em contrapartida, as recuperações judiciais requeridas tiveram alta de 37,5%
em julho de 2008, ante o sétimo mês de 2007. Foram 22 requerimentos em julho
deste ano, contra 16 registros no mesmo mês do ano passado.

As recuperações judiciais deferidas, por sua vez, apresentaram 18 eventos no
sétimo mês deste ano, com queda de 25% sobre julho de 2007, quando houve 24
deferimentos de recuperação judicial.

Já as recuperações judiciais concedidas somaram 2 eventos em julho deste
ano, ao passo que no mesmo mês de 2007 não houve nenhuma concessão. Houve ainda
um pedido de recuperação extrajudicial no sétimo mês de 2007, enquanto em julho
deste ano nenhum requerimento foi registrado. Em julho de 2008 e julho de 2007
não foi homologado nenhum pedido de recuperação extrajudicial.

Análise

Segundo os técnicos da Serasa, a queda do número de falências decretadas e
requeridas e das recuperações judiciais requeridas reflete o atual cenário
positivo da economia brasileira, que permitiu a melhora do fluxo de caixa das
empresas e da sua capacidade em honrar dívidas. Mesmo sendo as maiores
tomadoras de crédito neste ano, a diminuição de 2,5% na inadimplência das
pessoas jurídicas no primeiro semestre de 2008, em relação ao mesmo período do
ano anterior, corrobora essa análise.

Para o segundo semestre, alguns fatores podem pressionar a inadimplência das
empresas e, portanto, sua insolvência. O aumento da inadimplência das pessoas
físicas, aliado ao atual cenário de alta dos preços de alimentos e
administrados e de elevação dos juros, poderá influenciar negativamente o
consumo, e conseqüentemente, as vendas e o faturamento das empresas. Esse
processo poderá comprometer a capacidade de solvência no médio prazo,
revertendo a tendência de queda do número de falências requeridas e
decretadas.

  • 2017 Serasa Experian. Todos os direitos reservados.