Últimas Notícias

Produtos

Salto de 66% nos casos de fraude de identidade no Reino Unido, de acordo com a mais recente percepção da Experian

20/06/2008

A Experian®, empresa global de serviços de informações, forneceu em junho um
novo exame do crescimento da fraude de identidade e as tendências emergentes,
com a publicação de seu mais recente Dossiê de Vítimas de Fraude da
Experian.

Está aumentando rapidamente o índice das novas vítimas de fraude de
identidade que contatam a Experian no Reino Unido. Mais de 6.000 pessoas
procuraram a ajuda da equipe de vítimas de fraude da Experian durante o ano de
2007, em comparação com apenas pouco mais de 3.500 em 2006. Isto representa um
aumento de 66% da atividade de fraude de identidade comunicada à Experian.

Dispondo de dados detalhados superiores a 10.000 casos de fraude de
identidade disponíveis para análise, a Experian conseguiu produzir o seu modelo
mais preciso de propensão de fraude de identidade. Como resultado, a Experian
pode determinar com ainda mais exatidão os tipos de pessoas com maior
probabilidade de serem vítimas desse tipo de fraude, além de identificar os
locais de ocorrência da fraude de identidade no Reino Unido – ou seja, as áreas
que incluem a maior proporção de moradores em ‘situação de risco’.

Anders Hartington, Consultor Sênior na área de Fraude da Experian Brasil,
comenta: “O roubo de identidade no Brasil, juntamente com a identidade falsa,
representa mais de 60% da fraude de subscrição. As principais razões são a
facilidade de acesso aos documentos falsos e a inabilidade das instituições em
validar o número de identidade (RG) junto a uma base de dados nacional.
Atualmente, a verificação de documentos é a forma mais comum de checagem. É uma
maneira manual e insuficiente de evitar a fraude. Para lidar com esse problema,
a Experian trouxe a sua solução de fraude de subscrição global para o mercado
Latino-Americano com o relançamento do Hunter II.

O Hunter é uma plataforma de prevenção de fraude de alto nível,
especificamente para a detecção da fraude no momento da proposta.
Diferentemente do crédito, a suspeição de fraude não é suficiente para
automaticamente rejeitar uma proposta; portanto, os alertas de casos suspeitos
precisam ser repassados para investigação. O Hunter possui uma área de trabalho
na qual pode ser feita uma investigação completa.

O Hunter lida com o problema da fraude de identidade e fraude de subscrição
em mais de oito países no mundo todo, reduzindo os níveis de fraude em até 90%
e permitindo que o departamento de fraudes agilize significativamente o tempo
de resposta em um processo de investigação.

Londres: a capital da fraude de identidade no Reino
Unido

Londres continua sendo a capital da fraude de identidade no Reino Unido.
Seus moradores estão – em média – quase duas vezes mais propensos a serem
vítimas de fraude de identidade do que as pessoas que vivem no restante do
Reino Unido. Kensington é o local com a maior concentração de fraude de
identidade na Capital, existindo uma probabilidade 3.5 vezes maior de que seus
moradores sejam vítimas quando comparado com a média do Reino Unido. Os
moradores de Richmond-upon-Thames, Putney, Wimbledon e da área de Kings Road em
Chelsea estão entre aqueles em maior situação de risco quanto à fraude de
identidade.

Uma análise posterior do setor postal revelou inúmeros bolsões de fraude de
identidade, onde os moradores estão em risco particularmente alto de cair nas
armadilhas dos fraudadores. Os moradores do setor postal SW17 6, centralizado
em College Gardens em Tooting, ao sul de Londres, precisam ficar em alerta
contra a fraude de identidade. Os moradores deste setor postal estão em
situação de risco cinco vezes maior de se tornarem vítimas de fraude de
identidade do que a média do Reino Unido.

Fora de Londres, há alguns pequenos bolsões de áreas de alto risco no
restante do país, onde o índice de fraude de identidade excede em quatro vezes
a média nacional. Entre estes está incluído o setor postal CB23 5, que engloba
a Great Cambourne próxima a Cambridge, NN 4 5 (Far Cotton, em Northampton) e
TS17 5 (Ingleby Barwick, Stockton-on-Tees).

O Perfil das vítimas de fraude de identidade no Reino
Unido

As análises da Experian revelam que a vítima típica da fraude de identidade
tem idade entre 26 e 45 anos. Estas pessoas estão entre os indivíduos com a
maior faixa de rendimento, além de serem também proprietários de imóveis.
Aqueles que ganham mais de 50.000 Libras por ano têm probabilidade quase três
vezes maior do que a média do Reino Unido de serem vítimas dos fraudadores de
identidade.

Com o Corporate Top Dogs, sistema de classificação da Experian, estas
pessoas, no auge de sua carreira como diretores de empresas ou dirigindo os
seus próprios negócios, estão entre os tipos de consumidores de maior risco,
com uma probabilidade quase três vezes maior de se tornarem vítimas. O grupo
Smart Money, que também é formado por diretores de grandes empresas ou
proprietários de empresas, indivíduos extremamente bem-sucedidos e
bem-remunerados que estão também em situação de risco significativo, com uma
probabilidade de 2.5 de se tornarem vítimas.

Os riscos da locação

Embora a riqueza e o cargo possam destacar certos tipos de pessoas como
alvo, os inquilinos – que alugam imóveis de particulares ou autoridades locais
- estão também sob alto risco de fraude de identidade. Os inquilinos de imóveis
alugados têm mais probabilidade de dividir as caixas de correio e tendem a
mudar de endereço mais freqüentemente que os proprietários de imóveis,
oferecendo, dessa forma, mais oportunidades para que os fraudadores façam uso
indevido de seus históricos desatualizados de crédito.

O tipo Subsistência Limitada, constituído de solteiros e indivíduos que
dividem o mesmo imóvel, vivem em apartamentos alugados predominantemente de
propriedade de associações locais ou de moradores, têm quase o dobro de
probabilidade de se tornarem vítimas de fraude de identidade no Reino Unido. No
outro lado da escala de riqueza, está a Elite em Ascensão: jovens ricos e
solteiros, que alugam imóveis de alto padrão em áreas da moda dos grandes
centros metropolitanos, como Londres ou Edimburgo, que têm também mais que o
dobro de probabilidade de se tornarem vítimas de fraude de identidade.

Técnicas de Fraude

A análise da fraude primeiro relatada à Experian no Reino Unido no segundo
semestre de 2007 revela que a fraude do endereço de correspondência continua a
crescer e é agora o método mais comumente perpetrado, representando 36% da
fraude de identidade. Este tipo de fraude é aquela em que o fraudador
redireciona a correspondência da vítima para um endereço de entrega onde o
indivíduo comparece para retirar a correspondência; a fraude do endereço atual,
anteriormente o método mais comum, caiu para 30%.

——————–

A pesquisa e a análise completas encontram-se disponíveis no novo Dossiê de
Vítimas de Fraude da Experian. Clique aqui para baixar uma cópia (983kb PDF).

Sobre a Experian

A Experian é a líder global no fornecimento de serviços de informações,
analíticos e de marketing a empresas e consumidores para auxiliar o
gerenciamento de risco e a compensação de decisões comerciais e
financeiras.

Ao combinar suas ferramentas exclusivas de informação e o profundo
conhecimento sobre pessoas físicas, mercados e economias, a parceria da
Experian com organizações no mundo todo estabelece e fortalece os
relacionamentos com os clientes, proporcionando vantagem competitiva aos seus
negócios.

Para os consumidores, a Experian fornece informações críticas que
possibilitam decisões financeiras e de compras com mais controle e confiança.
Sua base de clientes inclui empresas de serviços financeiros, varejo e
catálogos, telecomunicações, serviços públicos, mídia, seguros, automotivos,
lazer, comércio eletrônico, fabricação, imóveis e setores governamentais.

A Experian Group Limited é negociada na Bolsa de Valores de Londres (EXPN) e
faz parte do índice FTSE 100. Sua sede corporativa está localizada em Dublin,
na Irlanda, e as sedes operacionais em Costa Mesa, na Califórnia, e em
Nottingham, no Reino Unido. A Experian conta com aproximadamente 15.500
funcionários em 38 países, para o suporte de clientes em mais de 65 países. O
faturamento do exercício encerrado em 31 de março de 2008 foi de $4.059m
(£2.020m / €2.858m)

  • 2017 Serasa Experian. Todos os direitos reservados.