Últimas Notícias

Cidadania Empresarial

Parceria prevê a qualificação profissional de 200 pessoas com deficiência

17/06/2008

Em 10 de junho, a Serasa realizou em sua sede, em São Paulo, o 20º Fórum
Serasa de Empregabilidade de Pessoas com Deficiência. A edição foi marcada pelo
anúncio da parceria entre a Serasa e a Secretaria Estadual dos Direitos da
Pessoa com Deficiência, que pretende qualificar profissionalmente, a partir de
agosto, 200 pessoas com deficiência com o intuito de contratá-las na própria
Serasa e em empresas parceiras.

A iniciativa amplia e dá seqüência ao Programa Serasa de Empregabilidade de
Pessoas com Deficiência, que desde 2001 qualifica as pessoas com deficiência
para o mercado de trabalho. O Programa já capacitou cerca de 150 profissionais
e é reconhecido pela ONU (Organização das Nações Unidas) desde 2003.

“A Secretaria teve a oportunidade de se tornar parceira da Serasa para
garantir que mais empresários possam entender esse projeto e ampliar a oferta
de apoio à empregabilidade de pessoas com deficiência”, afirmou a doutora
Liramara Rizzo Battistella, secretária de Estado da Secretaria dos Direitos da
Pessoa com Deficiência, órgão recém criado pelo governo do Estado de São
Paulo.

O coordenador do Programa Serasa de Empregabilidade de Pessoas com
Deficiência, João Baptista Ribas, mediador do fórum, contou que a iniciativa de
se qualificar 200 pessoas com deficiência partiu da presidência da Serasa.
“Logo após o pedido, entrei em contato com a doutora Linamara para elaborarmos
juntos esse projeto, pois entendi que ela era a pessoa ideal para me ajudar”,
disse Ribas. Segundo o coordenador já existem conversações com a Febraban e com
a Fiesp no intuito de que os bancos e as grandes empresas também participem do
projeto.

O evento contou ainda com a entrega do documento Proposta de Plano de Ação
sobre Acessibilidade de Pessoas com Deficiência na Cidade de São Paulo para
Oded Grajew, representante do Movimento Nossa São Paulo.

Elaborado a partir de um workshop promovido pela Serasa em abril deste ano,
o documento contou com a colaboração das mais representativas ONGs do setor,
além de renomados profissionais que trabalham com pessoas com deficiência.
Entre os pontos sugeridos no documento está a ampliação de edificações e
calçadas acessíveis, o aumento da frota de ônibus adaptados e a qualificação de
motoristas e cobradores para receber pessoas com deficiência. Também propõe
iniciativas nas áreas educacional e tecnológica, como o ensino nas escolas da
Língua Brasileira de Sinais (Libras), e a acessibilidade de todos os sites de
órgãos públicos.

No fórum, Oded Grajew enfatizou que as sugestões de acessibilidade feitas
para a cidade de São Paulo podem se refletir em outras localidades. “Como São
Paulo é a maior cidade do país, tudo o que acontece aqui, para bem ou para o
mal, acaba repercutindo em todo o país”, afirmou. O empresário acredita que as
propostas servem de programa para os atuais e futuros governos. “Nenhum
candidato à Prefeitura ou à Câmara de Vereadores pode dizer que não tem idéia
do que vai fazer”, finalizou Oded.

O objetivo dos Fóruns Serasa de Empregabilidade de Pessoas com Deficiência é
promover a troca de experiências, e fazer com que esses encontros se traduzam
numa ferramenta eficaz de responsabilidade social, para o crescimento da
empregabilidade das pessoas com deficiência no País.

  • 2017 Serasa Experian. Todos os direitos reservados.