Últimas Notícias

Pesquisas Serasa de Perspectiva Empresarial

Dia dos Namorados, Empresários esperam aumento do faturamento

05/06/2008

O otimismo dos empresários do varejo para o Dia dos Namorados 2008 é maior
que o registrado em 2007 e 2006, e se igualou à expectativa positiva do varejo
no Dia das Mães e na Páscoa deste ano. Segundo a Pesquisa Serasa de Perspectiva
Empresarial para o Dia dos Namorados 2008 a maioria do empresariado brasileiro
do setor, 54%, acredita no crescimento do faturamento na data deste ano em
relação a de 2007. Na mesma data do ano passado, 44% dos empresários
entrevistados apostavam no aumento do faturamento.

Os empresários que apostam em estabilidade do faturamento são 41% e na
queda, apenas 5%. Em 2007, 46% dos varejistas dividiam suas opiniões com a
estabilidade do faturamento, e 10% acreditavam em queda.

As grandes empresas são as mais otimistas, com 75% de seus empresários
esperando alta do faturamento. A seguir estão as médias (58%) e as pequenas
(50%). Esta mesma ordem foi observada no Dia dos Namorados 2007, com 55% dos
empresários das grandes empresas acreditando no aumento do faturamento, 47% das
médias e 41% das pequenas.

Os empresários da Região Norte (61%) possuem as maiores perspectivas sobre o
aumento do faturamento no Dia dos Namorados 2008. A expansão da renda do
consumidor local, devido ao bom desempenho, sobretudo, da mineração, do
agronegócio e da indústria, está promovendo esse destaque. A seguir estão o
Centro-Oeste (58%), o Sudeste (56%), o Nordeste (54%) e o Sul (49%).

A Pesquisa Serasa de Perspectiva Empresarial para o Dia dos Namorados 2008
foi feita pela Serasa entre os dias 5 e 12 de maio, com 1.010 executivos do
setor do comércio de todo o país. Realizada pela Serasa, uma empresa do grupo
Experian, a pesquisa começou a ser desenvolvida em 2006. Trata-se de um
levantamento estatístico com uma amostra de empresas representativas do setor
do comércio, dos portes pequeno, médio e grande e das regiões Norte, Nordeste,
Centro-Oeste, Sudeste e Sul.

Vendas físicas sobem acima do faturamento

A maior parte do empresariado brasileiro do comércio, 57%, espera aumentar o
volume de vendas no Dia dos Namorados 2008, de acordo com a pesquisa da Serasa,
uma empresa do grupo Experian. Na data de 2007, esse percentual otimista era de
47%. Os empresários que apostavam em estabilidade nas vendas no Dia dos
Namorados do ano passado, 43%, agora eqüivalem a 38%. Há uma migração positiva
da estabilidade das vendas em 2007 para o crescimento em 2008. Apenas 5% dos
empresários acreditam em queda das vendas em 2008, e no ano passado esse
percentual era de 10%.

As grandes empresas do varejo são as que esperam vender mais, segundo
resposta de 79% de seus empresários. A seguir estão as médias, com a opinião de
62% de seus empresários e as pequenas, com 53%. No Dia dos Namorados 2007, 61%
dos grandes varejistas esperavam vender mais. Nesta direção estavam 51% dos
médios varejistas e 45% dos pequenos empresários, que se dividiam com a
estabilidade (44%) das vendas.

Cabe lembrar que a expectativa dos empresários em relação ao crescimento das
vendas físicas (57%) é maior que a do faturamento (54%), evidenciando que parte
da demanda será por presentes mais baratos.

Na análise regional, 70% dos varejistas do Centro-Oeste esperam aumentar
suas vendas no Dia dos Namorados 2008 em relação a 2007. Na ordem estão o Norte
(66%), o Sudeste (58%), o Nordeste (55%) e o Sul (53%). Vale destacar que o
Nordeste tem nesta época do ano o início de um período forte de vendas que são
as Festas Juninas.

Novamente, o celular lidera a lista de presentes

O celular é o presente que será mais oferecido neste Dia dos Namorados,
segundo 30% dos varejistas em todo o Brasil. Na mesma data de 2007, o celular
era apontado por 27% dos varejistas. A incorporação de novas tecnologias (GPS,
facilidades 3G – TV, download de vídeos, acesso mais rápido à Internet – etc.);
as promoções das operadoras em relação aos planos de serviços; e as facilidades
de pagamentos, com prazos mais longos, mantêm o celular na liderança da
preferência do consumidor.

Outra forte opção de presentes, segundo 24% dos varejistas, são as roupas e
acessórios (bolsas, cintos, sapatos etc.), que repetem a segunda posição de
2007. Em terceiro lugar estão as flores, segundo 16% dos varejistas. Em 2007,
os perfumes e cosméticos ocupavam esse lugar, no entanto, o maior endividamento
do consumidor determinou a mudança este ano, e as flores, que são mais baratas,
ganharam destaque.

Para o Dia dos Namorados 2008, os outros presentes apontados são: perfumaria
e cosméticos (11%), as jóias e relógios (5%); os eletrônicos (som, TV, MP3
etc.) (5%); chocolates e doces (3%); eletrodomésticos (2%) , DVD´s, CD´s e
livros (1%) e outros 3%.

Maior endividamento do consumidor: pagamento à vista próximo ao a prazo

Segundo a pesquisa, 49% das vendas serão à vista e 51% a prazo. No Dia dos
Namorados 2007, essa relação era de 47% à vista e 53% a prazo. O maior
endividamento do consumidor define, nesta data, o crescimento da preferência
pelo pagamento à vista.

Dinheiro predomina nas compras à vista e o pré-datado retorna à liderança
das vendas financiadas

A composição das vendas à vista no Dia dos Namorados 2008 será: dinheiro
(37%); cheque e cartão de crédito empatados (21% cada um); cartão de débito
(16%); cartão da própria loja (private label) (2%) e outros 3%. Em 2008, no
pagamento à vista, cresceu a participação do cartão de crédito, de débito e da
própria loja.

Nas vendas a prazo, o cheque pré-datado responderá por 33% das transações;
cartão de crédito parcelado 30%; financiamento ou crediário 27%; cartão de
débito parcelado 4%; cartão de loja (private label) parcelado 3%; e outros 3%.
Na comparação do Dia dos Namorados de 2008 com o de 2007, as formas de
financiamento que ampliaram sua participação foram o cartão de crédito
parcelado e o cartão de loja (private label) parcelado.

Em relação ao número de parcelas, o comércio em geral deverá praticar o
cheque pré-datado e o cartão de crédito em 4 vezes e o financiamento ou
crediário em 13. As grandes lojas do varejo trabalham com prazos maiores no
cheque pré-datado (5) e no financiamento ou crediário (34). Os pequenos
estabelecimentos, neste Dia dos Namorados, deve aceitar o cheque pré-datado em
3 vezes, o cartão de crédito parcelado em 4 e o financiamento ou crediário em
8.

Pesquisas para datas comemorativas

A Serasa divulga dois tipos de pesquisas a propósito do Dia dos Namorados,
Pesquisa de Perspectiva Empresarial, a qual tem por objetivo identificar as
principais tendências da economia a partir do levantamento das perspectivas dos
empresários; e Nível de Atividade Econômica do Comércio, indicador baseado em
dados reais das consultas realizadas no banco de dados da Serasa, o único de
alcance nacional (pesquisa esta realizada também nas outras datas comemorativas
relevantes para o comércio).

A Serasa, uma empresa do grupo Experian, é a maior empresa do Brasil em
pesquisas, informações e análises econômico-financeiras para apoiar decisões de
crédito e negócios e referência mundial no segmento. Participa ativamente no
respaldo às decisões de crédito e de negócios tomadas em todo o Brasil,
facilitando aproximadamente 4 milhões de negócios por dia, para mais de 400 mil
clientes diretos ou indiretos.

  • 2017 Serasa Experian. Todos os direitos reservados.