Últimas Notícias

Estudos Econômicos

Vendas do comércio registram a maior alta desde 2001, aponta indicador da Serasa

21/01/2008

O volume de vendas do comércio varejista nacional aumentou 9,6% em 2007, na
comparação com 2006. É a maior alta desde 2001, segundo o Indicador Serasa de
Atividade do Comércio. As vendas das lojas do varejo especializado cresceram
12,3% no ano passado, em relação ao anterior. Já as vendas dos hipermercados,
supermercados e do varejo de alimentos e bebidas (mercearias, açougues,
quitandas, distribuidoras de bebidas etc.) subiram 6,6% no período.

Na relação de dezembro de 2007 com dezembro de 2006, as vendas do varejo
tiveram alta de 8,6%. O volume de vendas dos hipermercados, supermercados e do
varejo de alimentos e bebidas aumentou 5,2%, ao passo que o varejo
especializado registrou elevação de 12,1% no seu volume de vendas no
período.

Para os técnicos da Serasa, o grande desempenho do comércio em 2007 foi
alavancado pelo crédito e pelo estabelecimento de prazos mais longos para
pagamento. Isto pode ser comprovado pelo desempenho do varejo especializado,
que é caracterizado por produtos de maior valor agregado e, portanto,
dependente de financiamento. Destacam-se no ano, as vendas recordes de
automóveis e as facilidades de crédito oferecidas pelo segmento, em termos de
juros e prazos alongados. A evolução do crédito para o consumidor, em 2007,
deve ficar próxima dos 33%.

Para se dimensionar o bom ano do comércio, pode-se analisar a relação entre
dezembro de 2007 com dezembro de 2006 (comparação entre as vendas de final de
ano), na qual as vendas totais cresceram 8,6%.

Do lado do trabalhador, o aumento da massa salarial e do emprego formal (com
carteira assinada) e a inadimplência praticamente estabilizada foram
determinantes para o crescimento do crédito e do comércio. Aliados a esses
aspectos estão o real valorizado, que estimulou a demanda por importados,
inclusive no comércio de alimentos, e a queda das taxas de juros.

A inflação de vários produtos básicos acabou prejudicando vendas maiores do
comércio de hipermercados, supermercados e do varejo de alimentos.

Metodologia

O Indicador Serasa de Atividade do Comércio analisa os eventos ocorridos em
todo o Brasil, que refletem o comportamento da evolução do volume de vendas do
comércio varejista. O modelo estatístico de múltiplas variáveis considera uma
amostra de 6.000 empresas das mais representativas do varejo em todo o
país.

O ponto de partida e ferramental exclusivo são as consultas registradas
pelas empresas que compõem a amostra ao banco de dados da Serasa, uma das
maiores empresas do mundo em informações e análises econômico-financeiras para
apoiar decisões de crédito e negócios. A Serasa possui em sua base de dados
informações de cerca de 5,3 milhões de empresas de todos os setores
econômicos.

  • 2017 Serasa Experian. Todos os direitos reservados.