Últimas Notícias

Estudos de Inadimplência

Recuperações judiciais fecham o ano em alta e falências em queda, revela indicador da Serasa

09/01/2008

Os pedidos de recuperação judicial de empresas aumentaram 6,7% em 2007, na
comparação com 2006, revelou o Indicador Serasa de Falências e Recuperações. No
ano passado, foram requeridas 269 recuperações judiciais, enquanto em 2006,
houve 252 registros desse evento, em todo o país. As recuperações judiciais
deferidas também cresceram no ano de 2007, que fechou com um total de 195
deferimentos, contra 156, no ano anterior. A alta no período foi de 25%.

Quanto às concessões de recuperação judicial foram 13 em 2007 e 5 em 2006, o
que significou um acréscimo de 160% no período. As recuperações extrajudiciais
tiveram o mesmo comportamento. O número de pedidos de recuperação extrajudicial
aumentou de 2, em 2006, para 9, em 2007. No ano passado, 5 registros foram
homologados, enquanto em 2006 não houve nenhuma homologação.

No que se refere às falências, em 2007 houve queda de 35,1% nos pedidos de
falência, em relação à 2006. O ano passado fechou com um total de 2.721
requerimentos de falência e em 2006, o número de registros foi de 4.192.

As falências decretadas caíram 25,2%, sendo que em 2007 foram decretadas
1.479 falências, contra 1.977, em 2006.

O recuo das falências no período em análise, segundos os técnicos da Serasa,
deve-se à expansão da atividade econômica, impulsionada pelo crédito (maior
volume de recursos, prazos mais longos e redução das taxas de juros) e pela
melhora da renda agrícola.

Entretanto, mesmo com a redução, os juros ainda elevados e a inadimplência
de fornecedores e clientes prejudicaram o fluxo de caixa das empresas mais
dependentes de capital de terceiros, sobretudo as pequenas e médias, o que
explica a evolução das recuperações.

Em dezembro

Apesar da alta nos pedidos de recuperação judicial no acumulado do ano, em
dezembro de 2007 os requerimentos registraram queda de 9,1% em relação a
dezembro de 2006. Houve 20 pedidos de recuperação judicial no último mês de
2007, ante 22 em dezembro de 2006.

Já as recuperações judiciais deferidas totalizaram 14 eventos em dezembro
deste ano, contra 7 no mesmo mês do ano passado. A alta foi de 100%. Houve 2
concessões de recuperação judicial em dezembro de 2007 e nenhuma no último mês
de 2006. Não foram registrados em dezembro último, e tampouco no mesmo mês de
2006, pedido ou homologação de recuperação extrajudicial.

Ainda segundo o indicador da Serasa, os pedidos de falência caíram na
variação anual. Quando comparado dezembro de 2007 com dezembro de 2006, houve
um decréscimo de 31,1% nos requerimentos de falência, sendo que no último mês
deste ano foram requeridas 204 falências, ante 296, em dezembro do ano
passado.

As falências decretadas tiveram uma redução de 27,9% em dezembro deste ano
na relação com dezembro de 2006. Foram decretadas 80 falências no décimo
segundo mês de 2007, enquanto em dezembro de 2006, os decretos totalizaram 111
eventos.

Falências por setor

De acordo com o indicador da Serasa, as empresas do comércio tiveram o maior
número de pedidos de falência em 2007 em comparação com os demais setores, mas
seus registros apresentaram queda de 33,6% em relação a 2006. Foram requeridas
937 falências no varejo o ano passado, contra 1.412, em 2006. Na indústria,
houve 926 requerimentos de falência em 2007, enquanto no acumulado de 2006,
foram 1.480 pedidos, o que representou um recuo de 37,4%.

Outro setor que teve queda no volume de pedidos de falência foi o de
serviços, com uma redução de 33,4% na relação do ano 2007 com 2006. Foram
requeridas 842 falências no setor o ano passado e 1.265, em 2006. O setor
primário registrou a menor quantidade de falências requeridas – 16, em 2007, e
35, em 2006, com queda de 54,3% no período.

Quanto às falências decretadas, o comércio registrou 728 eventos em 2007,
enquanto em 2006 foram decretadas 1.001 falências no setor. Uma queda de 27,3%
no período. Na indústria, houve 402 falências decretadas no ano passado, ante
486, em 2006, o que representou um recuo de 17,3%.

O setor de serviços representou recuo de 29,1% nos registros de falências
decretadas na relação de 2007 com 2006. O ano passado foram decretadas 343
falências e em 2006, 484. O setor primário teve 6 falências decretadas em 2007,
o mesmo número de 2006.

  • 2017 Serasa Experian. Todos os direitos reservados.