Últimas Notícias

Estudos Econômicos

Natal impulsiona as vendas do comércio, revela indicador da Serasa

26/12/2006

O Natal animou as vendas do comércio. Segundo o Indicador Serasa do Nível de
Atividade do Comércio houve alta de 5,6% nas vendas na semana de 18 a 24 de
dezembro de 2006, em comparação ao período de 19 a 25 de dezembro de 2005, em
todo o país. Na cidade de São Paulo, o crescimento das vendas do comércio no
mesmo período foi ainda maior, de 7,9%.

No fim de semana – período de 22 a 24 de dezembro deste ano – , as vendas do
comércio aumentaram 9,0%, em todo o país, quando comparadas ao período de 23 a
25 de dezembro de 2005. Em São Paulo, o aumento observado foi de 11,7%, no
período.

Segundo os técnicos da Serasa, as compras de última hora, as promoções e as
facilidades de crédito mantiveram o crescimento das vendas do comércio durante
a semana do Natal, ainda que num ritmo ligeiramente inferior ao verificado na
semana anterior, quando as vendas em todo o Brasil cresceram 6,4% em comparação
a igual período de 2005. De todo modo, o movimento registrado pode ser
considerado bom, já que houve crescimento em relação ao ano passado que foi uma
base forte (em 2005 registrou-se crescimento de 6,0% das vendas na semana do
Natal).

O feriado de Natal, na segunda-feira, favoreceu as viagens e, portanto, as
compras antecipadas, quando analisado o desempenho do comércio no território
nacional. Porém, na cidade de São Paulo, ocorreu o oposto, predominaram as
compras de última hora, o que impulsionou as vendas do comércio na semana do
Natal. O resultado foi o aumento de 7,9% nas vendas em relação ao mesmo período
do ano passado, superando o ritmo de crescimento verificado na semana que
antecedeu o Natal (alta de 7,1%).

Para a Serasa, o consumidor chegou ao Natal de 2006 em melhores condições
que as verificadas na mesma data do ano passado. Os fatores que contribuíram
para os aumentos observados foram: o crescimento do emprego formal, a
recuperação da renda, a queda dos juros e da inflação, que aumentou o poder
aquisitivo das classes mais baixas, o reajuste real do salário mínimo, a
inadimplência sob controle e a maior oferta de crédito.

O Indicador Serasa do Nível de Atividade do Comércio tem como base uma
amostra das consultas realizadas no Banco de Dados da Serasa, o único de
alcance nacional. Foram consideradas as consultas realizadas nos períodos de 18
a 24 de dezembro de 2006 e de 22 a 24 de dezembro de 2006 e comparadas as
consultas realizadas nos períodos de 19 a 25 de dezembro de 2005 e de 23 a 25
de dezembro de 2005, respectivamente. A Serasa, maior empresa do Brasil em
pesquisas, informações e análises econômico financeiras para apoiar decisões de
crédito e negócios e referência mundial no segmento, recebe mais de 4,0 milhões
de consultas/dia feitas por todos os segmentos da economia, em todo o
território nacional.

  • 2017 Serasa Experian. Todos os direitos reservados.