Últimas Notícias

Pesquisas Serasa de Perspectiva Empresarial

Cai o otimismo do empresário brasileiro para o Dia dos Pais

03/08/2006

O otimismo do empresário do comércio para o Dia dos Pais é o menor na
comparação com a perspectiva dos executivos brasileiros nas outras datas
comemorativas deste ano. É o que aponta a pesquisa inédita de Perspectiva
Empresarial feita pela Serasa, entre 5 e 11 de julho, com 919 empresas do
comércio de todo o país.

Para do Dia dos Pais deste ano, 32% dos empresários brasileiros esperam
aumento do faturamento em relação à mesma data de 2005. Já para o Dia dos
Namorados, essa perspectiva era esperada por 35% dos entrevistados. No Dia das
Mães, o crescimento era esperado por 37% dos executivos e na Páscoa o
percentual dos que aguardavam crescimento era ainda maior, 44%.

A nova pesquisa da Serasa considerou uma amostra de 919 empresas do setor do
comércio, representativas de todo o país e segmentadas por porte (pequeno,
médio e grande) e região (norte, nordeste, sul, centro-oeste e sudeste).

De acordo com a pesquisa, as grandes empresas do comércio são mais
otimistas, 48% aguardam crescimento do faturamento com evolução média de 14%.
Já as médias dividem-se em estabilidade, 37%, e crescimento, 38%. As pequenas
dividem-se em estabilidade, 37%, e queda, 35%.

Na análise regional, a região Nordeste (47%) e a Norte ( 46%) esperam que o
faturamento seja maior no Dia dos Pais deste ano, comparado com a mesma data do
ano anterior. As regiões Centro-Oeste (23%) e a Sul (22%) são as que menos
acreditam em alta.

Segundo o levantamento da Serasa, em relação às vendas físicas (quantidade)
os empresários estão divididos: 34% apostam em aumento, 36% aguardam
estabilidade para o Dia dos Pais e 30% queda, em relação a igual data
comemorativa de 2005. As grandes empresas do setor são mais otimistas, 51%
contam com alta das vendas e 41% das médias empresas compartilham da mesma
perspectiva.

As regiões menos otimistas com o Dia dos Pais são novamente a Sul e o
Centro-Oeste. Somente 20% da Sul e 29% da Centro-oeste esperam alta nas vendas
físicas. Já a região Norte é a mais otimista. Cerca de 52% dos empresários
acreditam em aumento.

De acordo com os técnicos da Serasa, os empresários brasileiros reduziram
suas perspectivas para o Dia dos Pais por conta do maior endividamento da
população e do aumento da inadimplência. Contribuíram também o recuo gradual
dos juros e a lenta recuperação da renda e do emprego.

Sobre as formas de pagamento para as compras de Dia dos Pais, aposta-se que
42% , em média, sejam à vista, e 58% a prazo, mesma proporção verificada em
datas anteriores.

De acordo com a pesquisa da Serasa, as vendas à vista serão priorizadas por
dinheiro e cheque, totalizando 81% das transações. Nas vendas a prazo, a maior
parte das empresas do comércio espera que predomine na hora do pagamento o
financiamento ou crediário (41%), o cheque pré-datado (29%), seguido pelo
cartão de crédito (27%).

A Serasa divulga dois tipos de pesquisas a propósito do Dia dos Pais: Nível
de Atividade Econômica do Comércio: indicador baseado em dados reais das
consultas realizadas no banco de dados da Serasa, o único de alcance nacional
(pesquisa esta realizada também nas outras datas comemorativas relevantes para
o comércio); e a Pesquisa de Perspectiva Empresarial, a qual tem por objetivo
identificar as principais tendências da economia a partir do levantamento das
perspectivas dos empresários.

  • 2017 Serasa Experian. Todos os direitos reservados.