Últimas Notícias

Estudos de Inadimplência

Estudo da Serasa aponta aumento no volume de cheques sem fundos em maio

23/06/2005

Os cheques devolvidos por insuficiência de fundos (a cada mil compensados)
voltaram a registrar alta em maio de 2005. Quando comparados a abril do mesmo
ano, os cheques sem fundos aumentaram 1,05%, e atingiram a marca de 19,2
devoluções a cada mil cheques compensados. Em abril de 2005, foram devolvidos
19,0 cheques por mil compensados. O índice de maio de 2005 atingiu o segundo
maior patamar desde 1991, ano em que foi criado o indicador, e perde apenas
para março de 2005, que registrou 20,8 cheques por mil.

De acordo com a pesquisa, foram compensados 170,1 milhões de cheques em maio
de 2005, dos quais, 3,27 milhões devolvidos por falta de fundos. Em abril deste
ano, foram devolvidos 2,96 milhões de cheques sem fundos, de um total de 155,7
milhões de compensados, em todo o país.

Na comparação com o mesmo mês de 2004, a alta registrada em maio de 2005 foi
ainda maior, 17,1%. O índice de cheques sem fundos em maio de 2004 foi de 16,4
cheques devolvidos a cada mil compensados. No mês, foram compensados 174,1
milhões de cheques, em todo o país, e devolvidos, 2,85 milhões.

O estudo da Serasa mostra que no acumulado dos cinco meses de 2005 foram
compensados 817,9 milhões de cheques, dos quais 14,78 milhões voltaram por
insuficiência de fundos. De janeiro a maio, o índice de cheques sem fundos a
cada mil compensados atingiu o patamar de 18,1, uma alta de 11,7% em relação ao
mesmo período de 2004, que registrou 16,2 cheques devolvidos a cada mil
compensados. Nos primeiros cinco meses de 2004, o número de cheques compensados
totalizou 871,6 milhões, contra 14,16 milhões de cheques devolvidos.

Segundo os técnicos da Serasa, o aumento do número de cheques devolvidos é
decorrente do desemprego ainda elevado, da estagnação na renda média real e da
elevação dos reajustes de preços no varejo. A alta nas taxas de juros e o
crescente endividamento da população, por conta da expansão do crédito, também
contribuíram para o resultado.

A ausência de processos estruturados no recebimento de cheques, pelo
comércio, é também razão para o aumento no volume de cheques sem fundos. É
fundamental que as empresas utilizem ferramentas adequadas para a aceitação de
cheques nas vendas à vista e metodologias de concessão de crédito para as
vendas com cheque pré-datado, a fim de reduzir a inadimplência com cheques sem
fundos.

  • 2017 Serasa Experian. Todos os direitos reservados.